RADIO WEB JUAZEIRO : PREÇO DA GASOLINA DISPARA EM SALVADOR

PARA VOTAR NA RADIO, CLIQUE AQUI

.

.

VOCE ACHA QUE TEMER VAI

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

PREÇO DA GASOLINA DISPARA EM SALVADOR

Valor da gasolina comum chega a R$ 4 nos postos de combustíveis e pesa no bolso do consumidor
Resultado de imagem para POSTO DE GASOLINA

Gabriele Galvão

Apesar da Petrobras ter anunciado a redução dos preços do diesel e da gasolina, nas refinarias, em 5,1% e 1,4%, respectivamente, Salvador amanheceu ontem (31), com a gasolina custando R$ 4,04 e R$ 3,99 o litro em alguns postos de combustíveis. Sendo que a gasolina podium chega a R$ 4,88. Pelos cálculos da estatal, se o ajuste fosse repassado integralmente ao consumidor final, o diesel poderia cair 2,6% ou cerca de R$ 0,08 por litro e a gasolina, 0,4% ou R$ 0,02 por litro, mas o que aconteceu foi um aumento de R$0,70. 


Abastecendo o veículo na manha de ontem, em um posto na Avenida Bonocô, o planejador Rubens Santos reclamou do preço do combustível. “Abasteci no final de semana por R$3,34 o litro da gasolina e hoje está R$3,99. Ouvi falar da redução e estava esperando abaixar mais e não aumentar, se soubesse disso teria enchido o tanque para economizar”, afirmou. O administrador Orlando Maia também foi surpreendido com o valor da gasolina. “Vim de Vilas de Abrantes até a Bonocô e a maioria dos postos está com gasolina a R$3,99 o litro. É preciso que os governantes interfiram nesse cartel”, disse.

Segundo o coordenador geral do Sindipetro, Deyvid Bacelar, a culpa do aumento do preço do combustível é das distribuidoras e rede de postos. “A população sempre coloca o peso das coisas na Petrobras, mas ela passa a gasolina crua para as distribuidoras que adicionam o álcool ao repassar para os postos, por conta disso acabam aumentando o valor cobrado. Sem falar na cartelização do mercado que existe dentro dos centros urbanos, independente do preço da gasolina e do diesel abaixar ou não”, explicou.

Ele ressaltou que “até 2002 a política de preço dos combustíveis sofria variações mensais, depois até 2014 essas mudanças nos preços eram mais controladas pelo Governo Federal e Petrobras, mas agora com essas mudanças governamentais e administrativas está havendo variações nos precos sempre”.

O presidente do Sindicombustíveis, José Augusto Costa, ressalta que o aumento se deu por conta da elevação da carga tributária. “O mercado tem flutuado muito e não temos controle do valor do produto que sobe e desce. Pagamos 54% de carga tributária, que tem subido muito constantemente”, revelou, enfatizando que, “nos últimos 15 dias, só o Estado da Bahia teve aumento de R$ 0,9 na gasolina, sendo o estado com o preço do combustível mais barato”.

José Augusto informou que, “na última segunda-feira a distribuidora estava repassando a gasolina a R$3,45. A valorização do preço nos postos é relativa e está a mesma de fevereiro do ano passado”.

Questionada pela Tribuna sobre o valor da gasolina em Salvador, a Petrobras informou, por meio de nota, que as revisões feitas pela estatal nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. A redução do preço do diesel nas refinarias em 5,1%, em média, e da gasolina em 1,4%, em média começou a ser aplicada a partir de 27/01/2017. Segundo a Petrobras, a decisão é explicada principalmente pelo efeito da valorização do real desde a última revisão de preços e por ajustes na competitividade da Petrobras no mercado interno e pela redução dos preços dos derivados nos mercados internacionais, especialmente do diesel, que registrou uma elevação de estoques em função de um inverno menos rigoroso que o inicialmente previsto no hemisfério norte.

A Petrobras reafirma sua política de revisão de preços pelos menos uma vez a cada 30 dias, o que lhe dá a flexibilidade necessária para lidar com variáveis com alta volatilidade. Os novos preços continuam com uma margem positiva em relação à paridade internacional, conforme princípio da política anunciada, e estão alinhados com os objetivos do plano de negócios 2017/2021.