RADIO WEB JUAZEIRO : EX=-PREFEITO DE PETROLINA VAI RESPONDER POR CRIMES DE RESPONSABILIDADE

quinta-feira, 23 de março de 2017

EX=-PREFEITO DE PETROLINA VAI RESPONDER POR CRIMES DE RESPONSABILIDADE

Lóssio será alvo de investigação criminal em Petrolina

Sem alarde, duas investigações criminais sobre o Júlio Lóssio (PMDB), que estavam tramitando na Procuradoria Geral de Justiça do Estado, foram enviadas para a Central de Inquérito de Petrolina, após ex-prefeito ter perdido o foro privilegiado, com o final do mandato.


Segundo despacho da promotora Cristiane Caetano, assessora criminal da Procuradoria Geral de Justiça, as investigações contra o ex-prefeito, por supostos crimes de responsabilidade e crimes da lei de licitações, devem continuar na primeira instância, pois Lóssio não exerce mais mandato que garanta a prerrogativa de foro.


Lóssio está em Londres, fazendo durante todo o primeiro semestre um curso numa universidade do Reino Unido. O ex-prefeito tem investido em redes sociais e blogs para continuar influenciando na política do Estado. Recentemente, familiares do mesmo teceram duras críticas contra o atual prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB).

“Fica evidente que o discurso do atual prefeito é só uma retórica falaciosa e que não encontra respaldo na realidade”, atacou Júlio Lóssio Filho, em artigo enviado ao Blog, em 13 de março deste ano.
Segundo informações de bastidores, Lóssio tem um projeto de se candidatar a deputado federal em 2018. Com grande inserção na direção nacional do PMDB, quer reforçar em 2019 a bancada do partido.
Esta semana, o Ministério Público Federal (MPF) divulgou que ingressou com uma ação penal contra o ex-prefeito de Olinda, Renildo Calheiros (PCdoB). Renildo, como Lóssio, perdeu o foro privilegiado ao deixar o cargo de prefeito. Em Olinda, a motivação da ação foram irregularidades na prestação de contas de recursos federais recebidos por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).
A responsável pelo caso é a procuradora Silvia Regina Pontes Lopes, que atua na primeira instância do MPF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.