RADIO WEB JUAZEIRO : FUNCIONÁRIA BANDIDA FOI PRESA POR FALSIFICAÇÃO

quinta-feira, 23 de março de 2017

FUNCIONÁRIA BANDIDA FOI PRESA POR FALSIFICAÇÃO

Mulher é presa suspeita de aplicar golpe em empresa de engenharia

Andrezza Moura

Bianca Elisabetta foi autuada por furto e estelionato

A assistente financeira Bianca Elisabetta Reis Figueiredo Martins, de 35 anos, foi presa na segunda-feira, 20, por investigadores da 6ª Delegacia (Brotas), quando chegava ao trabalho, na Avenida Tancredo Neves, em Salvador. Ela é suspeita de dar um golpe de cerca de R$ 85 mil em uma empresa de engenharia, na qual trabalhava há pelo menos seis meses.

Durante o tempo que permaneceu no setor financeiro da empresa, Bianca conseguiu desviar o dinheiro através de movimentos bancários e com a ajuda do marido, um vigilante da Caixa Econômica Federal de Dias D’ Ávila - Região Metropolitana -, segundo afirmou um investigador.

Conforme a delegada Maria Dail, titular da unidade policial, para ter acesso ao dinheiro da empresa, a mulher furtou 24 folhas de cheque e falsificou a assinatura do patrão. Os movimentos foram feitos nos bancos Bradesco e Caixa Econômica.

Durante as investigações, a polícia descobriu que os cheques eram feitos nominais a Bianca e ao marido, sendo os valores creditados nas contas do casal. O homem foi ouvido na delegacia, mas negou participação no crime e foi liberado.

“O dono da empresa só percebeu o roubo agora. Ele não usava cheques, fazia tudo pela internet. Ela achou os talões [cheques] lá [na empresa]”, contou a delegada.

Ainda de acordo com Maria Dail, além de falsificar os cheques, Bianca também adulterou o próprio contracheque, alterando o valor do salário de R$ 2 mil para R$ 6 mil.

No detalhe, como Bianca Elisabetta forjava assinatura (Foto: Reprodução)

Vida de luxo

A polícia localizou com Bianca e com o marido os veículos Ford Ecosport preto [PYI - 5070] e Ka branco [PYH - 2476], licença de Belo Horizonte. Os automóveis foram locados por eles em nome da empresa.

Na residência do casal, foi encontrada uma lista com a relação de compras feitas com o dinheiro furtado. Dos cerca de R$ 85 mil, R$ 10,9 mil foram gastos com roupas, R$ 2,4 mil em um consórcio de uma casa e R$ 1,3 mil no consórcio de um carro.

Segundo a delegada, Bianca já responde a um processo pelo mesmo crime em Palmas (TO). Agora, ela foi autuada por estelionato e furto qualificado.

ORTHO100

ORTHO100
.