RADIO WEB JUAZEIRO : INFORMATIVO DO INCRA

PARA VOTAR NA RADIO, CLIQUE AQUI

sexta-feira, 24 de março de 2017

INFORMATIVO DO INCRA

Incra/BA publica Relatório Técnico de comunidade quilombola, no território
 Velho Chico 




O Incra na Bahia publicou, nesta quarta-feira (22) o Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID) do território quilombola Boa Vista do Pixaim, que está inserido no município de Muquém de São Francisco, no Território de Identidade Velho Chico. Com essa publicação, 203 famílias que vivem às margens do Rio São Francisco, serão beneficiadas com uma área de 17 mil hectares.

O RTID é o passo mais complexo para o cumprimento da titulação comunitária dos territórios quilombolas. O relatório reúne peças técnicas como o Relatório Antropológico, plantas com delimitação do território e aborda aspectos, agronômicos, ambientais, fundiário e geográfico.

Para o técnico de reforma e desenvolvimento agrário, Claudio Bonfim, que acompanha o processo de regularização fundiária da área quilombola, essa conquista é o início de mudança na vida dessas famílias. “Essa publicação representa um avanço muito grande para uma comunidade desterritorializada e oprimida”, completa Bonfim.

História

A pecuária é um fator pertinente na história da comunidade de Boa Vista do Pixaim. Pois, com a presença do Rio São Francisco, somado a lagoas e as áreas úmidas de brejo indicavam ambientes favoráveis para a criação de gados.

O RTID aponta que, a princípio a ocupação do território ocorreu através de vaqueiros e de negros que eram escravizados sobre a forma de agregados. Além desses, havia muitas pessoas que chegaram voluntariamente ou mesmo trazidas por encarregados da fazenda que alternavam suas moradias entre a comunidade e uma pequena ilha na lagoa do Pixaim para pescar.

Segundo relatos dos moradores da comunidade, apontados no RTID, os proprietários mais remotos da área eram a família Mariani que concediam àqueles que lá trabalhavam um pequeno lote, onde poderiam plantar suas roças, criar e pescar, sob a condição de que esses dividissem a produção.

O relatório aponta, ainda, que à partir de 1973 iniciou-se o desmonte da então Fazenda Pixaim. "Com a divisão das terras entre os herdeiros dos Mariani, eles obrigaram as famílias a se concentrarem no povoado de Boa Vista do Pixaim”, completa o documento.

Assessoria de Comunicação Social do Incra/BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.