RADIO WEB JUAZEIRO : O SUICÍDIO DE UM MONSTRO

PARA VOTAR NA RADIO, CLIQUE AQUI

.

.

terça-feira, 18 de abril de 2017

O SUICÍDIO DE UM MONSTRO

Suspeito de matar homem e transmitir ao vivo pelo Facebook é encontrado morto nos EUA

Ele se matou com um tiro após rápida perseguição, disse a polícia. Steve Stephens trabalhava como assistente social em uma unidade de saúde mental para crianças.

Por G1

Steve Stephens, em imagem de arquivo da polícia, sem uma data específica (Foto: Polícia de Cleveland / via AP Photo)

Foi encontrado nesta terça-feira (18) o corpo de Steve Stephens, suspeito de matar um homem em plena rua escolhido aleatoriamente e postar um vídeo do assassinato no Facebook. A informação foi divulgada pela polícia estadual da Pensilvânia no Twitter.

O suspeito foi visto no condado de Erie e, após rápida perseguição, ele se matou com um tiro, disseram as autoridades.

Steve Stephens was spotted this morning by PSP members in Erie County. After a brief pursuit, Stephens shot and killed himself.

A polícia diz ter indícios apenas da morte de Robert Godwin, de 84 anos, morto no domingo em uma rua de Cleveland, Ohio, quando voltava para casa após o almoço de Páscoa com a família.
Steve Stephens (Foto: Reprodução Facebook/Stevie Steve)

Sem ficha

Até agora, sabe-se pouco sobre o suspeito. Ele tem 37 anos, e trabalhava como assistente social em uma unidade de saúde mental para crianças. Não tinha ficha criminal. Para Calvin Williams, chefe de polícia de Cleveland, Stephens parecia ter "claramente um problema".

Em um vídeo postado no Facebook após o assassinato, Stephens diz ter ficado "louco por um momento".

Outras postagens indicam que ele tinha dívidas de jogos de azar. "Perdi tudo o que eu tinha por causa do jogo nos cassinos de Cleveland Jack (Ohio) e Erie (Pensilvânia)", escreveu em sua página, já deletada, no Facebook.

No vídeo transmitido ao vivo de seu carro pelo Facebook, depois do assassinato, Stephens diz: "Está vendo, a coisa é, cara, que eu tenho 37 anos e toda a minha vida, cara, eu sempre fui um monstro".