RADIO WEB JUAZEIRO : PARCERIA

PARA VOTAR NA RADIO, CLIQUE AQUI

sexta-feira, 7 de abril de 2017

PARCERIA



A Fetag -BA em parceria com STRJ realizou capacitação sobre a contribuição sindical da Agricultura Familiar


O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro (STRJ) e Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado da Bahia (FETAG) realizaram nesta quinta-feira (06), uma capacitação sobre a importância da contribuição sindical da agricultura familiar. O encontro contou com a participação de dirigentes sindicais das cidades de Casa Nova, Curaçá, Uauá, Sento Sé, Sobradinho, Pilão Arcado e Pindobaçu e da diretora eleita da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG), Josefa Rita (Zefinha).

A capacitação também contou com a presença do vereador Agnaldo Meira. A discussão foi ministrada pelo assessor da Fetag-BA, Delcique Pina Sales Paraguassú, que esclareceu pontos importantes e tirou dúvidas dos dirigentes sindicais. De acordo com o assessor da Fetag-BA, é importante que os sindicados de cada cidade pensem situações para que o trabalhador retorne as entidades e torne o movimento mais fortalecido. “Temos hoje na Bahia mais de dois milhões de trabalhadores rurais, e sindicalizados temos apenas menos de cem mil. Isso influi na contribuição sindical, já que eles não estão pagando”, afirmou.

O presidente do STRJ, Emerson José da Silva (Mitú), também confirmou que muitos trabalhadores não conhecem os benefícios que terão acesso ao pagar a contribuição sindical. Mara de Souza Cunha é diretora Políticas Rurais e Ambiental do STR de Curaçá e confirmou que os trabalhadores não têm contribuído, na sua cidade. Segundo a diretora, muitos trabalhadores não consideram obrigatória o pagamento da contribuição por desconhecerem a importância que este valor representa para entidade e os benefícios que poderá trazer para os trabalhadores.

“ O que muitas vezes o trabalhador não sabe é que essa contribuição beneficia a todos na hora de dar entrada na aposentadoria, auxílio doença, salário-maternidade, pois é um documento que comprova atividade rural”, finalizou a diretora eleita da CONTAG- BA , Josefa Rita (Zefinha).


Texto e fotos: Ascom STRJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.