RADIO WEB JUAZEIRO : VEJA O VÍDEO - GOLPE PELO WHATSAPP. FIQUE ATENTO

10 MESES DE ADMINISTRAÇÃO: QUE NOTA VOCÊ DÁ PARA O PREFEITO DE JUAZEIRO?

quarta-feira, 19 de abril de 2017

VEJA O VÍDEO - GOLPE PELO WHATSAPP. FIQUE ATENTO

Golpistas clonam número de celular e empresário perde R$ 70 mil ao tentar comprar carro pelo WhatsApp

Sem saber, vítima passou o número do celular do vendedor para o golpista, que fez a clonagem. Conversas eram só por meio do aplicativo.

Por G1 Rio Preto e Araçatuba

Criminosos estão usando o aplicativo de WhatsApp para aplicar golpes em quem pretende comprar carros. Segundo a polícia, eles conseguem clonar telefones de vendedores de concessionárias e negociam a venda com a vítima pelo aplicativo. Na região de Santa Fé do Sul (SP), algumas pessoas caíram neste novo tipo de golpe.

Um empresário que prefere não se identificar achou que estava fechando negócio com um amigo, vendedor de uma concessionária de veículos de São José do Rio Preto (SP). Mas caiu em um golpe e perdeu R$ 70 mil. Toda a negociação da compra de um carro foi feita pelo WhatsApp, que tinha o número e a foto do vendedor, que a vítima já conhecia, só que quem estava no comando da conta do aplicativo era um golpista.

“Meu amigo vendedor da concessionária me disse que estaria fora da concessionária e atenderia um cliente externo e falaria comigo pelo WhatsApp. O amigo me passou o WhatsApp, com a foto dele, normal, dizendo que havia sido depositado e que poderia pagar o terceiro que já ia faturar o carro no meu nome”, afirma o empresário.

A fraude aconteceu da seguinte forma: a vítima viu o anúncio da venda de uma carta de crédito na internet, no valor de R$ 94 mil, sendo oferecida por R$ 70 mil. O documento dava direito à retirada de um carro em qualquer loja de veículos do país. A vítima chegou a falar com uma pessoa por telefone e negociar a retirada do carro numa concessionária, em Rio Preto.

Empresário só desconfiou quando conseguiu falar por telefone com o vendedor, que é amigo (Foto: Reprodução/TV TEM)

Para fechar o negócio, o golpista pediu que ele indicasse um vendedor da loja, que ficaria responsável pelo recebimento do crédito e a liberação do veículo. A vítima então falou o nome e passou o celular do vendedor, que já conhecia.

O empresário chegou a ligar na concessionária e a falar com o verdadeiro vendedor por telefone, para avisar do negócio. Só que, depois disso, o celular do vendedor foi clonado e o golpista passou a falar em nome dele, pelo WhatsApp.

Na conversa, o falso vendedor diz que não pode atender ligações e pede para que a vítima converse só pelo aplicativo. O golpista chegou a mandar um comprovante falso de transferência da carta de crédito, para que o empresário depositasse o pagamento.

Assim que recebeu o comprovante, a vítima foi até duas agências bancárias e depositou R$ 70 mil, em duas contas passadas pelo golpista. Quando terminou de fazer os depósitos ele ligou na concessionária pra confirmar o recebimento e só então percebeu que tudo não passava de uma fraude. “Após às 17h consegui falar com meu amigo. Só que ele disse não sei o que aconteceu, fiquei sem celular, do horário do almoço até agora. Agora que voltou. Foi onde eu vi que tinha caído num golpe. Fui nas agências tentar bloquear, mas grande parte, os golpistas já haviam sacado”, afirma o empresário.

Segundo empresário, aplicativo mostrava o número do celular do amigo e a foto dele (Foto: Reprodução/TV TEM)

O caso foi registrado na Polícia Civil de Santa Fé do Sul. O delegado Higor Nogueira Jorge, especialista em crimes praticados na internet, diz que este tipo de golpe tem se tornado comum e já trabalha para identificar os criminosos.

“Existe outro tipo de golpe pelo WhatsApp em que o criminoso clona a linha telefônica da vítima, e o WhatsApp é usado para enviar pedidos para os contatos pedindo dinheiro”, diz. O delegado.

Dica de segurança

Para não cair neste tipo de golpe, vale lembrar aquelas recomendações de segurança.

Checar se o site de vendas é confiável
Buscar referências de quem está negociando
Tentar um contato por telefone com as empresas envolvidas.

Agora, qualquer pessoa pode ter o celular invadido por um hacker. Mas tem um jeito simples de dificultar que isso aconteça. No aplicativo WhatsApp é só acessar configurações, depois ir em conta e “verificação em duas etapas”.

Nesta etapa o aplicativo pede para criar um código com seis dígitos e cadastrar um e-mail. Toda vez que qualquer outra pessoa tentar entrar no WhatsApp com seu número de telefone, terá que confirmar o código.
Aplicativo dá maneira para dificultar a clonagem do número (Foto: Reprodução/TV TEM)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.