PARA VOTAR NA RADIO, CLIQUE AQUI

.

.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

ÃGUAS DO VELHO CHICO CHEGAM PARA ALIVIAR O SOFRIMENTO DE CIDADES NO AGRESTE

Água do São Francisco poderá chegar mais cedo a cinco municípios do Agreste


Ao receber em audiência, nesta quarta-feira (17), o senador Armando Monteiro (PTB) e cinco prefeitos do interior de Pernambuco, o ministro Hélder Barbalho (Integração) prometeu criar um grupo de trabalho para examinar a possibilidade de antecipar para cinco municípios do Agreste a chegada da água do rio São Francisco.

A proposta que os prefeitos entregaram ao ministro prevê a construção de uma adutora, de custo baixo e instalação rápida, com
24 km de extensão, para levar água do Eixo Leste (na altura do município de Sertânia) para as barragens de Jucazinho e Poço
Fundo, em Poção, alimentando a bacia do rio Capibaribe.

Caso isso seja feito, disseram, seriam beneficiados de imediato – antes da conclusão da Adutora do Agreste – os municípios de Santa Cruz do Capibaribe, Vertentes, Toritama, Taquaritinga do Norte e Jataúba.

O grupo de trabalho que vai analisar a viabilidade técnica da proposta será composto por representantes do Ministério, do
gabinete do senador Armando Monteiro e das próprias prefeituras.

Como a Compesa prometeu ao ministro concluir a primeira etapa da Adutora do Agreste antes do final de dezembro, Hélder Barbalho declarou o seguinte:

“Precisamos verificar, a partir da análise técnica da obra emergencial proposta, se ela pode entrar em funcionamento antes de dezembro. É preciso ter em conta que mesmo em se tratando de um projeto mais rápido, é necessário haver estudo de viabilidade
técnica, licitação e implantação, que são etapas que demandam tempo”, disse o ministro da Integração.

Participaram da audiência os prefeitos de Bom Jardim (João Lira), de Taquaritinga do Norte (Ivanildo Bezerra), de Passira (Rênya Medeiros), de Surubim (Ana Célia Farias) e de Paudalho (Marcelo Gouveia).


Fonte: Inaldo Sampaio