RADIO WEB JUAZEIRO : MORTOS PELAS CHUVAS EM AL E PE CHEGAM A 10; 70 MIL FICAM DESALOJADOS

quarta-feira, 31 de maio de 2017

MORTOS PELAS CHUVAS EM AL E PE CHEGAM A 10; 70 MIL FICAM DESALOJADOS

Um novo decreto assinado pelo governador Paulo Câmara (PSB) atualizou o número e a situação das cidades mais atingidas pelas precipitações. De 15, passaram para 24 os municípios listados.A cidade de Formoso está entre as afetadas
Resultado de imagem para CIDADES ALAGADAS EM PERNAMBUCO

 Subiu para sete o número de mortos vítimas das chuvas que caem em Alagoas desde o último sábado, 27. Na tarde desta terça-feira, equipes do Corpo de Bombeiros encontraram, na periferia de Maceió, os corpos de Liliane Sherliane da Silva, 22 anos, e de sua filha Melissa, um bebê de seis meses de idade. Ambos estavam desaparecidos desde sábado, quando ocorreu um deslizamento de barreira no local em que residiam. Em Pernambuco, os óbitos chegaram a três casos. 

Na segunda-feira, 29, equipes do Corpo de Bombeiros alagoano já haviam encontrado, no mesmo local, os corpos de Romário Alves, 23 anos, marido de Sherliane. Ailton Alves dos Santos, 52, pai da jovem, ainda está desaparecido. De acordo com o mais recente boletim do Corpo de Bombeiros de Alagoas, divulgado às 17 horas desta terça-feira, as chuvas deixaram 8.444 famílias desabrigadas e outras 16.508 desalojadas, num total de mais de 25 mil espalhadas pelos 26 municípios afetados pelas águas.

Além disso, segundo o Corpo de Bombeiros de Alagoas, outras 750 famílias foram relocadas em Marechal Deodoro, um dos municípios mais afetados pelas chuvas.

Na manhã desta terça, uma equipe de mergulhadores retomou as buscas pelo adolescente de 13 anos que estava nadando com os amigos no rio Mundaú e desapareceu, no município de Satuba, localizado na Grande Maceió.

Alerta. Apesar de previsão de chuvas moderadas para os próximos dias, o governo de Alagoas recomendou nesta terça-feira, 30, que a população permanecesse em alerta nas áreas consideradas críticas no Estado. Também nesta terça o governador de Alagoas, Renan Calheiros (PMDB), publicou decreto no Diário Oficial do Estado reconhecendo a situação de emergência de 26 municípios afetados pelas chuvas.

Embora o volume de chuvas tenha reduzido nesta terça, o nível da água ainda é grande em muitos municípios afetados. Por causa disso, a Secretaria Estadual de Saúde alerta a população dessas regiões para o risco de doenças de veiculação hídrica, como a diarreia. “Para as pessoas atingidas pelas enchentes, o ideal é ferver a água antes de consumir, seja para beber ou cozinhar”, ressalta a técnica do Programa de Combate às Doenças de Veiculação Hídrica da secretaria, Jean Lúcia dos Santos.

Pernambuco. A situação em Pernambuco se agravou nas últimas 24 horas em função das fortes chuvas que atingem as regiões do Agreste e Mata Sul do Estado. Um novo decreto assinado pelo governador Paulo Câmara (PSB) atualizou o número e a situação das cidades mais atingidas pelas precipitações. De 15, passaram para 24 os municípios listados. O status agora passou de calamidade pública para estado de emergência nestas localidades.

No final da manhã o número de mortos também foi atualizado passando de dois para três, depois que o corpo de um homem foi encontrado na cidade de Caruaru, no Agreste. Ainda não há confirmação oficial, mas o Corpo de Bombeiros acredita que possa ser o pedreiro Lucas José da Silva, 27 anos, que desapareceu arrastado pela enxurrada quanto tentava tirar entulhos de uma tubulação.

Uma mulher, identificada como Zineide Maria, continua desaparecida também em Caruaru. O total de pessoas desabrigadas e desalojadas já chega a 45 mil e continua chovendo na região.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.