RADIO WEB JUAZEIRO : O PODER DO SEXO

quarta-feira, 10 de maio de 2017

O PODER DO SEXO

Transar faz bem para saúde? Veja nove mitos e verdades sobre o sexo


Maria Júlia Marques
Do UOL, em São Paulo

Você sabe como o sexo influencia a sua saúde? Uma corrente no WhatsApp está espalhando nove afirmações sobre como transar pode trazer benefícios para o corpo, mas é bom não acreditar em qualquer coisa que recebemos pelas redes sociais.

É claro que a prática sexual faz bem, libera endorfina e causa sensação de bem-estar, além de estimular a atividade cerebral ao fazer o sistema circulatório e respiratório funcionarem com mais intensidade. Mas não podemos atribuir melhoras no corpo todo. O sexo não faz milagre, só filho mesmo.
O sexo traz benefícios para saúde?

A liberação de estrogênio no sexo dá brilho e maciez ao cabelo

Quem dera. "Estrogênio até influencia nos fios, mas a quantidade liberada no sexo não é significativa a ponto de dar brilho e maciez. Se não veríamos outras consequências no corpo e nada acontece", diz Paula Sanchez, dermatologista. E é difícil mensurar. "O sexo de hoje demoraria para aparecer no cabelo, que cresce 1cm por mês. Transe por ser bom, não pelos fios", diz Claudio Wulkan, dermatologista do hospital Albert Einstein.

Sexo limpa o nariz entupido por ser anti-histamínico natural

Segundo Fausto Nakandari, otorrinolaringologista do hospital Sírio Libanês, não é bem assim. "Durante o sexo a sensação do nariz entupido melhora, pois os níveis hormonais aumentam, em especial da adrenalina, e isso faz com que os vasos sanguíneos desinchem, aliviando a congestão". Porém, quando o sexo acaba, os níveis de adrenalina voltam ao normal e o nariz entope de novo. "Sexo não é remédio nem antialérgico natural", diz Nakandari.


Beijo evita dentista: o aumento de saliva limpa o dente e evita cárie
"O aumento de salivação pode limpar e ajudar na higienização dos dentes, na manutenção dos tecidos bucais. Mas os benefícios só fazem sentido se for a sua própria saliva", conta Alexandre Bussab, cirurgião-dentista da Clínica Brasil Smiles, em São Paulo. Além disso, o dentista lembra que nossa boca tem mais de 300 bactérias e a troca de saliva do beijo pode facilmente transmitir 
doenças.

Ter relação sexual é um esporte e fortalece os músculos
Para o sexo ser esporte é preciso analisar as variáveis, de acordo com o Fellipe Savioli, médico do esporte e membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. É preciso avaliar o tempo de duração, a intensidade e quanto esforço cada um faz. Para animar, um estudo publicado na PLOS One mostrou que transar queima mais calorias que uma caminhada. Homens queimam 4,2 calorias por minuto, e mulheres 3,1 calorias.

Sexo lento reduz a acne e a dermatite, e o suor limpa os poros

"Essa afirmação não faz sentido", diz Sanchez. A pele não tem nada a ver com a velocidade da transa."No máximo, estar relaxado diminui a chance de dermatites relacionadas ao estresse, a relação pode ser com o relaxamento e não com o sexo", completa. Sobre o suor, ele ajuda a limpar os poros, mas é preciso ter cuidado. Se a pele estiver com impurezas ou restos de maquiagem, a junção com o suor pode causar lesões.

Sexo alivia dor de cabeça por liberar tensão das veias cerebrais

"Associar sexo e menor risco de cefaleias está certo, mas a causa não é tensão das veias. O que ocorre é o aumento das endorfinas, analgésicos naturais", explica Fábio Porto, neurologista do Hospital das Clínicas de São Paulo. Inclusive, a tensão nas veias aumenta, já que a pressão aumenta na transa. "É preciso analisar a causa da dor, se for por estresse, você tem sensação de alívio na transa", diz Rodrigo Costa, neurologista do grupo São Francisco.

Quanto mais sexo melhor, pois produzimos mais feromônios

O feromônio ainda está sendo estudado e não sabemos muito sobre ele. Pode ser liberado na transpiração e ser inconscientemente detectado por outra pessoa. "Quanto maior a libido, maior deve ser a produção", diz Patricia Romero, ginecologista do Centro Universitário São Camilo. Mas o aumento não excita mais o parceiro. "O feromônio não funciona como definidor na atração. Ter confiança pode ser mais atrativo", diz o especialista em sexualidade Jairo Bouer.

Transar é relaxante muscular e mil vezes mais eficaz que remédio

Calma lá! Transar libera substâncias que dão sensação de bem-estar e relaxamento, mas não é medicamento. "Quando temos uma relação liberamos substâncias com efeito anestésicos", diz Romero. Após o orgasmo, por exemplo, liberamos prolactina, que é responsável por relaxar. "Mas comparar com o efeito de remédio é exagero. Você fica mais tranquilo e feliz, mas não é tão potente quando relaxante muscular", completa Jairo Bouer.

É um santo remédio para depressão por gerar euforia

"É exagero", diz Savioli. O corpo libera endorfina no sexo e é dominado por uma sensação de euforia. O estimulo é positivo e alivia, mas não consegue acabar com a depressão. "É perigoso por tamanha responsabilidade em uma atividade, não posso dizer que se tenho depressão vou melhorar transando e sem ajuda psicológica."

ORTHO100

ORTHO100
.