PARA VOTAR NA RADIO, CLIQUE AQUI

.

.

terça-feira, 23 de maio de 2017

PERITO GEORGE SANGUINETTI FALA SOBRE A ENTREVSITA DO PERITO RICARDO MOLINA

Resultado de imagem para george sanguinetti

A entrevista do Prof. Ricardo Molina, assistente técnico de defesa do Presidente Michel Temer. Um esforço para desqualificar uma gravação de áudio, que mostra com clareza e sem sinais de edição, uma conversa do Presidente com o empresário Joesley Batista.

Uma discordância científica, fundamentada.

Gostaria de declarar, minha discordância ao Prof. Ricardo Molina, quanto a tentativa de declarar inservível como prova a gravação de áudio, que permite ouvir de modo coerente conversação do Presidente.Fico até contrariado quando tenta convencer, que na parte pertinente ao ex-deputado Eduardo Cunha, o Presidente cita " Tõ no meio", no lugar de" todo mês". Com clareza, só com audição, mesmo sem amplificar, ouve-se com clareza e em tom de aprovação "todo mês". E a expressão " tô no meio", não faz parte do vocabulário do Presidente.

Discordo quando "cita que mais da metade da gravação é ininteligível e que contém excesso de vícios". O perito só atesta o que encontra. Só declara o que pode provar. Não apresentou provas do que declarou . Examinei a gravação. é inteligível e não contém excessos de vícios.Esta palavra não serve para ser citada em exame de gravação de áudio. Serve sim para definir os participantes da conversa gravada. No dicionário de Aurélio: vício- conduta ou costume nocivo ou condenável. Portanto acredito que o professor se referia ao encontro " ás caladas da noite" para manter conversação sobre ilícitos.

Ainda na entrevista coletiva cita" ao analisar o perfil das ondas sonoras do áudio verifiquei uma série de anomalias, que podem indicar que a gravação foi manipulada." Podem indicar professor? Exame pericial é ou não é! Houve manipulação ou não? Eu examinei e afirmei que não houve manipulação.

Afirma que" o mais provável é que tenha ocorrido extração de textos". Mais provável num exame pericial?. Ocorreu ou não?Reafirmo que a gravação é isenta de edição ou de outros meios fraudulentos.Concluo esta análise sobre a entrevista coletiva do Prof. Ricardo Molina; M1 (Joesley) prolixo, denota ansiedade, constrói textos com coerência. M2 ( o Presidente) sua orientação é com poucas palavras, denota estado emocional tranquilo. O diálogo é compreensível, coerente e ocorreu como está gravado.

George Sanguinetti