RADIO WEB JUAZEIRO : MULHER É ACUSADA DE MATAR GRÁVIDA PARA FICAR COM O BEBÊ

10 MESES DE ADMINISTRAÇÃO: QUE NOTA VOCÊ DÁ PARA O PREFEITO DE JUAZEIRO?

quinta-feira, 29 de junho de 2017

MULHER É ACUSADA DE MATAR GRÁVIDA PARA FICAR COM O BEBÊ

Acusada prometeu um enxoval completo à vítima e usou um bisturi para tentar tirar o feto depois de cometer assassinato por enforcamento

Redação Correio 24h


A Polícia Civil de Goiás apresentou a esteticista Suellen Coimbra do Carmo, 27 anos, como assassina confessa de Naiara Silva Costa, 22. O crime, ainda segundo a polícia, foi motivado pelo desejo de Suellen em ficar com bebê de Naiara. De acordo com os policiais que investigaram o caso, a acusada dopou a vítima, em seguida a enforcou antes de usar um bisturi para tentar arrancar o bebê para ela. O feto, no entanto, já estava morto. 

Foto: Reprodução/TV Globo

O crime aconteceu na segunda-feira (26/6), depois de Naiara conhecer Suellen em um grupo no Facebook que reúne grávidas que, em situação econômica vulnerável, precisam de doações. O marido da vítima, Jhemerson Silva de Souza, afirmou que as duas se falavam há três semanas e que a acusada, identificando-se com o nome de Amanda, chegou a visitá-los acompanhada de uma menina de nove anos que disse ser sua filha. 

Na segunda-feira, Suellen voltou a Goiânia para encontrar Naiara e levá-la até sua casa, em Nerópolis, prometendo que lhe daria um enxoval completo para o bebê. Na esperança de receber as doações, a vítima seguiu até o local onde viria a ser assassinada. 

Suellen contou à polícia que, na ocasião, Naiara manifestou que queria doar o bebê, informação que Jhemerson nega. Contou também que Naiara estava nervosa com as ligações do marido e pediu para tomar um Rivotril, um pesado remédio psiquiátrico tarja preta consumido por Suellen. E que depois de tomar o remédio, a vítima começou a embolar a língua. Suellen, então, decidiu matá-la porque tinha antecendentes criminais e ficou com medo de ser presa caso Naiara tivesse um ataque epiléptico. 

Cova rasa
Naiara morreu enforcada e Suellen então tentou retirar o bebê. Abriu a barriga com um bisturi, desenrolou o cordão umbilical, mas encontrou o feto, de oito meses, já morto. Ainda segundo o testemunho, a assassina ainda teria tentado uma respiração boca a boca no feto. 

Suellen pediu a ajuda de um vizinho, o servente de pedreiro Marcos Pereira, solicitando que ele abrisse uma cova em seu quintal, dizendo que era para que ela plantasse cebola. Porém, depois de cavar o buraco, ele, desconfiado, ligou para a Polícia Militar. Quando os policias chegaram à casa de Sullen encontraram a cova já coberta, mas após uma rápida inspeção encontraram o corpo de Naiara. O corpo do bebê foi achado em uma bacia no interior da residência.

Suellen foi presa em flagrante e, com a repercussão do caso, duas mulheres grávidas procuraram a polícia para relatar que também haviam sido procuradas por ela nas redes sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.