RADIO WEB JUAZEIRO : RETIRANDO A TATUAGEM DA TESTA

segunda-feira, 12 de junho de 2017

RETIRANDO A TATUAGEM DA TESTA

Prefeitura de São Bernardo diz que vai disponibilizar cirurgia de jovem que teve testa tatuada no ABC

Menor aparece em vídeo do WhatsApp com a inscrição 'eu sou ladrão e vacilão'. Prefeitura afirma que fez parceria com a Faculdade de Medicina do ABC.

Por G1 SP

Adolescente tatuado na testa voltou para a casa (Foto: lauco Araújo/G1)

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC, disse que vai "disponibilizar todo o procedimento médico e cirúrgico ao adolescente” que teve a testa tatuada com a frase “eu sou ladrão e vacilão”. Os dois suspeitos de fazerem a tatuagem foram presos e transferidos para o Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade.

Em nota, a administração municipal afirma que fechou parceria com a Faculdade de Medicina do ABC para possibilitar os procedimentos. O comunicado acrescenta que a Prefeitura vai viabilizar assistência social também para o caso.

O tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27 anos, e o vizinho dele, Ronildo Moreira de Araújo, de 29, foram presos na sexta-feira (9) após gravarem e compartilharem um vídeo no qual mostram o menor de 17 anos sendo tatuado na testa com a frase "eu sou ladrão e vacilão".

A tortura teria ocorrido no último dia 31 de maio, na pensão onde os dois homens alugaram um quarto. Eles foram indiciados pelo crime. Eles alegaram que queriam dar uma "punição" ao menino sob a alegação de que ele tentou furtar a bicicleta de um deficiente físico. De acordo com o boletim de ocorrência, Maycon confirmou à polícia ser "o tatuador que aparece nas imagens que circulam nas redes digitais". Ronildo afirmou "ser o responsável pela gravação das imagens".

Por conta da repercussão do caso nas redes sociais, uma campanha on-line foi criada pelo coletivo Afroguerrilha para tentar arrecadar R$ 15 mil com o objetivo de remover a tatuagem do adolescente.

Adolescente suspeito de furto é torturado com tatuagem na testa, no ABC Paulista
O garoto desapareceu depois da tatuagem. Acabou sendo encontrado por amigos e pela família no sábado (10), com o cabelo raspado. No mesmo dia, a Justiça converteu a prisão em flagrante para preventiva.

Em entrevista ao G1, o menor negou que tenha tentado furtar a bicicleta. "‘Tive vontade de morrer, comecei a chorar", disse ele, que ainda contou que teve os braços e pernas amarrados para não escapar. Segundo a família da vítima, o garoto é usuário de drogas, alcoólatra e tem problemas mentais.

A reportagem não conseguiu localizar o advogado dos dois presos para comentar o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.