RADIO WEB JUAZEIRO : REVISTA ÍNTIMA GERA CHOQUE ENTRE JUIZ E PROMOTOR

sexta-feira, 28 de julho de 2017

REVISTA ÍNTIMA GERA CHOQUE ENTRE JUIZ E PROMOTOR

Decisão inédita de juiz baiano provoca polêmica com revista íntima em presídios


 BNews | Fotos: Arquivo / Bocão News


Uma decisão inédita da justiça baiana de absolver uma mulher que tentou entrar no Complexo penitenciário da Mata Escura com um celular na vagina acendeu uma polêmica sobre a a legitimidade da revista íntima nas cadeias públicas. Na sentença, expedida nesta quinta-feira (27), o juiz Icaro Almeida Matos, da 1ª Vara Criminal Especializada de Salvador, cita que a revista foi “vexatória” e aconteceu “sem a observância de direitos fundamentais”.

A medida foi contestada pelo promotor de justiça do Ministério Público da Bahia (MP-BA), Davi Gallo, ao alertar sob o precedente que se cria para outras abordagens. “Absurda a decisão. Imagine se isso vier a prevalecer? É como se autorizasse a entrada de qualquer coisa nos presídios. Inclusive drogas de toda natureza. A decisão atenta contra a segurança da sociedade”.

O promotor argumenta ainda que a revista, em certa medida, assegurou a segurança da acusada.

“Ao proceder a revista, a direção do presídio pode ter evitado, inclusive, que ela morresse ou sofresse lesões graves. Imagine se a bateria do celular explodisse? Absurda a decisão. Se virar moda, melhor abrir as portas dos presídios ou então liberar a entrada de tudo, drogas, celulares, etc”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.