RADIO WEB JUAZEIRO : LIXÃO NO CENTRO DA CIDADE

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

LIXÃO NO CENTRO DA CIDADE

Lixão no centro de Juazeiro preocupa e causa medo à moradores


Continua o problema de acúmulo de lixo na Rua Quintino Bocaiuva por trás do antigo hospital SEMEC. O fato vem preocupando os moradores da Rua devido à quantidade de ratos, muriçocas, baratas, entre outros animais peçonhentos. Além da quantidade lixo na porta e dentro da casa do senhor Artur Filho, existe um matagal dentro da residência. Uma ação já foi movida na justiça e a prefeitura já foi alertada e até o momento nenhuma providência foi tomada.

José Nilton Rodrigues da Cruz

O morador José Nilton Rodrigues da Cruz ingressou com ação na justiça pedindo providência para que o problema seja sanado procurou a reportagem do AP e externou a sua insatisfação. “O problema vem acontecendo desde o ano de 2000, o dono da casa se diz doido, mais doido é quando a pessoa rasga dinheiro e até agora ninguém viu ele fazer isso. Ele criou esse depósito de lixo no centro da cidade com aval do município e da justiça, desde o ano de 2013 eu ingressei com uma ação no Ministério Publico e em 2016 foi para o juizado que fez um acordo com ele e liberou para continuar moderadamente”, lamentou.

Imagem aérea mostra grande quantidade de lixo acumulado no quintal, o que pode causar incêndio com grandes transtornos. O medo dos vizinhos é geral

Nilton disse ainda que a quantidade de lixo além de prejudicar a saúde dos moradores vem prejudicando também o trânsito do local. “Para se trafegar pelo local está terrível, sem contar o mau cheiro e o acúmulo de muriçocas e até foco da dengue. Na casa deve ter em torno de 8 toneladas de lixos acumulados, o que pode ocasionar um incêndio no local e prejudicar vários moradores e a rede elétrica também”.

A rua tomada pelo lixo

Mesmo com o local sendo impróprio para morar, Nilton disse que o dono da residência continua morando com os seus familiares no local. “Juntamente com ele moram 4 irmãos e a mãe, é uma briga danada de madrugada. Além deste problema, o dono da casa fica cometendo vários atos obscenos, ele fica de madrugada perseguindo as mulheres e fica praticando atos obscenos”.

O chorume do lixo escorre no meio fio

Sobre a ação que foi movida, Nilton disse que até o momento nada foi resolvido. “Até o momento o MP mandou para o juiz e pediu providências e infelizmente até o momento nada foi feito. Além disso, o irmão dele, Marcelo Dias da Silva também ingressou com uma ação na justiça pedindo solução. Pedimos que as autoridades e as secretarias da Prefeitura Municipal de Juazeiro resolvam a situação”.

Espaço reservado para a administração municipal.

Ao lado, está o prédio onde funcionou o Hospital Semec onde pessoas invadem para usar drogas

O medo é geral na vizinhança com o acúmulo de lixo no quintal

O prédio abandonado da Semec é mais outro problema grave para os moradores. No mesmo prédio, funciona a agência do Banco Itaú


Ação Popular

ORTHO100

ORTHO100
.