RADIO WEB JUAZEIRO : WALDICK SORIANO MORREU POBRE, DIZ SEU FILHO

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

WALDICK SORIANO MORREU POBRE, DIZ SEU FILHO


Waldick Soriano morreu em 2008 vítima de câncer
Imagem: Reprodução/Rádio UOL

Do UOL, em São Paulo


Waldemar da Silva Soriano Sobrinho, filho do cantor e compositor Waldick Soriano, morto em 2008 vítima de câncer na próstata, afirmou que o pai faleceu pobre durante entrevista concedida ao "Domingo Show", da TV Record. A entrevista, na íntegra, irá ao ar no próximo domingo (20).

Segundo Waldemar, o pai --ícone do estilo brega nos anos 1960 e 1970 e responsável pelo sucesso "Eu Não Sou Cachorro Não"-- deixou apenas os direitos autorais das músicas e que hoje são alvo de disputa pela família.

"Se não fosse minha sogra e minha mulher, Penha, eu não teria nem lugar para morar", relatou.

Ao programa, Marines Medrado, viúva do cantor, contou também que ele preferiu não se tratar ao saber que tinha um câncer. "Ele não gostava de médico. Para ir para hospital, para ir assim. Acho que ele ainda foi ao dentista e ao oculista porque realmente era uma coisa que ele precisava", disse.

Waldick Soriano morreu em 2008, aos 75 anos, depois de ser internado no Instituto Nacional do Câncer, no Rio de Janeiro, onde tratava de um câncer na próstata.

Nascido na Bahia, na cidade de Caetité, Waldick Soriano tornou-se ícone da música brega. Entre suas canções de maior sucesso estão "Eu não sou cachorro não", música que ganhou uma versão satírica de Falcão, e "Tortura de amor".

A carreira musical deslanchou nos anos 50, com a música "Quem és tu?". Suas músicas se caracterizavam por tratar de relações amorosas, traições e de "dor de cotovelo". Antes de ingressar na carreira artística, Waldick Soriano trabalhou como lavrador, engraxate e garimpeiro.

ORTHO100

ORTHO100
.