RADIO WEB JUAZEIRO : A HISTÓRIA DE UMA AMIZADE QUE UNIU CACÁ E MOANILTON MESQUITA LOPES

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

A HISTÓRIA DE UMA AMIZADE QUE UNIU CACÁ E MOANILTON MESQUITA LOPES

Éramos vizinhos. Rua José Petitinga, Santo Antônio. Do lado direito da minha casa, Moanilton, ao lado esquerdo, Márcio Saldanha, um rouxinol cantador. Nossa eterna amizade começou ali.

Foto/divulgação: Ação Popular (AP)


A rua José Petitinga era beira de rio, cheirava a peixe, cheirava ao comércio do ir e vir das “águas sem fim”: Ibotirama, Bom Jesus, Carinhanha, Pirapora, Januária. Na frente das nossas casas, dois grandes depósitos das mercadorias que transitavam rio abaixo, rio acima.

Nosso ambiente ribeirinho de calma, comércio, cultura, e trabalho, tão bem acolheu Moanilton, vindo de Patamuté, para ser um dos mais expressivos interprete e disseminador da nossa cultura ribeirinha.

Não era simples ser Moanilton, fácil ser parecido: bastava imita-lo para ser moderno, estar na moda, na onda, enfim, na vanguarda.

Quem primeiro usou as famosas calças boca de sino, símbolo de uma época; quem primeiro vestiu a Lee Americana comprada no contrabando; quem primeiro deixou crescer os cabelos; quem primeiro subiu numa Moto Honda 350 Cilindradas; quem primeiro vestiu as jaquetas Lee Desbotadas? Quem não queria parecer com Moanilton?

E como não bastasse, fundou a mais espetacular Loja de Discos LP, Compacto Simples, Compacto Duplo, Revistas, Jornais, Periódicos que se tem notícias em Juazeiro. Essa Loja ficava ao lado da atual Casa Valverde, de uma porta só, parece que se chamava DURELI, tocava incessantemente os sucessos da época, que ninguém tinha, e nós não podíamos comprar. Ponto de encontro e de absorção de conhecimento de tantos jovens sedentos de Cultura e informação.

Foi lá que ouvi pela primeira vez o Expresso 2222, É Proibido Proibir, Tropicália, Upa Neguinho, li pela primeira vez o Bondinho, o Paskim, Lê Monde, as peripécias do Milor Fernandes e os quadrinhos do Ziraldo.



*Relato de Carlos Alberto dos Santos, o popular Cacá sobre as marcas do passado de sua amizade com o ex-vereador Moanilton Mesquita Lopes que faleceu na manhã desta quinta-feira (26).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.