RADIO WEB JUAZEIRO : LUTADOR DE MMA AGRIDE A IRMÃ NA RUA

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

LUTADOR DE MMA AGRIDE A IRMÃ NA RUA

Lutador Ronny Jason é suspeito de agredir a irmã com socos e chutes, diz polícia

Irmã do lutador não registrou boletim de ocorrência, mas polícia iniciou investigação por caso se enquadrar na lei Maria da Penha.

Por André Teixeira, G1 CE
Polícia investiga caso de agressão envolvendo lutador de MMA Ronny Jason (Foto: Twitter/Reprodução)

A Polícia Civil de Quixadá, no interior do Ceará, quer ouvir o lutador de MMA, Mariano Bezerra de Lima, conhecido como Ronny Jason, por suspeita de agredir a própria irmã durante uma festa na madrugada do sábado (7), quando o atleta visitava a cidade natal.

De acordo com a titular da Delegacia de Defesa da Mulher de Quixadá, Janaína Siebra, um vídeo compartilhado em redes sociais mostra o momento em que o lutador joga a irmã no chão, na saída da festa que ocorreu no hotel Vale das Pedras.

Lembrando q o DJ, na última luta, finalizou um campeão mundial de jiu-jítsu (na marrom), q era considerado o melhor grappler da categoria

"Trata-se de uma lesão corporal dolosa [quando a intenção de cometer o crime], no âmbito da lei Maria da Penha, e a Polícia Civil de Quixadá está tomando as medidas cabíveis". A delegada informou ao G1 que não poderia antecipar quais são as "medidas cabíveis", para não atrapalhar a investigação.

"A gente analisou as imagens [do vídeo divulgado em rede social]. Foi uma lesão. O Ronny agrediu a irmã com socos e murros, isso foi filmado", detalha a delegada.

O vídeo mostra também que algumas pessoas seguraram o lutador para conter a agressão. Em outro momento, quando ela está caída, ele faz ameaças.

De acordo um policial militar, testemunhas relataram que o lutador estava embriagado no momento da agressão, mas a informação não é confirmada pela delegada à frente do caso.


A polícia também não informou se o atleta foi localizado, mas afirma que ele deve prestar depoimento "em breve" para apresentar a versão dele sobre o caso.

Sem boletim de ocorrência

Ainda de acordo com Janaína Siebra, a irmã do lutador Ronny Jason não prestou boletim de ocorrência sobre a agressão, o que não impede a investigação e indiciamento por se tratar da lei Maria da Penha.

"Nós tomamos conhecimento através das redes sociais e notificamos a vítima. Como se trata de uma ação pública, a investigação independe da vontade da vítima. Ela não procurou a delegacia, a delegacia que procurou a vítima para investigar o fato", explica a delegada.

Ainda conforme a polícia de Quixadá, não há informações precisas sobre se a irmã procurou ou não uma unidade hospitalar após ser agredida ou sobre o estado de saúde dela.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.