RADIO WEB JUAZEIRO : OLINDA NEGA TÍTULO DE CIDADÃO AO MINISTRO FERNANDO FILHO

terça-feira, 10 de outubro de 2017

OLINDA NEGA TÍTULO DE CIDADÃO AO MINISTRO FERNANDO FILHO



Pedro Tinoco

A Câmara de Vereadores de Olinda rejeitou projeto que concedia o Título de Cidadão Olindense ao ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho (PSB). De acordo com parlamentares contrários à proposta a inexistência de vínculos ou serviços relevantes do rapaz à Cidade Patrimônio, além do posicionamento dele a favor da privatização da Companhia Hidroelétrica do São Francisco (CHESF), pesaram na decisão.

“Achamos a proposição descabida uma vez que o ministro compõe um governo ilegítimo (Michel Temer) e está promovendo a entrega do patrimônio público brasileiro à iniciativa privada. Em lugar nenhum do mundo uma nação abre mão de um setor estratégico como a geração de energia. Considerei, portanto, a concessão injusta. O ministro também está em posição contrária aos interesses do povo de Pernambuco ao se contrapor ao que defende o governador Paulo Câmara (PSB)”, justificou o vereador Marcelo Soares, que integra o PCdoB.


A proposta do Título de Cidadão foi apresentada pelo vereador Saulo Holanda no “apagar das luzes” da última sessão plenária, ocorrida na quinta-feira (05). Era pra ser aquela aprovação “vapt vupt”, mas o vereador Marcelo Soares – que é ex-presidente da Casa – percebeu a manobra e pediu para discutir. Logo convenceu outros parlamentares a votar contrariamente ao projeto e sepultou a proposta, que não obteve o número mínimo de votos para ser aprovada.

COPA DO MUNDO – A negativa terminou sendo comemorada como se fosse uma “final de Copa do Mundo” pelos funcionários da CHESF, que têm promovido diversos protestos contra o filho do senador Fernando Bezerra Filho (FBC) por onde ele passa. O revés também fez a alegria de setores do PMDB pernambucano que estão insatisfeitos com as últimas incursões dos Coelhos (pai e filho) no partido em detrimento de nomes como Jarbas Vasconcelos e Raul Henry.

Enfim podemos até dizer que: Nunca antes na história da “República de Olinda” se comemorou tanto a “não concessão” de um título como esta. É bom aprender que não se brinca com o povo daqui. E da próxima vez que um Coelho de Petrolina quiser fazer graça na Marim dos Caetés é bom calcular os riscos bem direitinho antes do salto a fim de evitar desgastes desnecessários como este.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.