RADIO WEB JUAZEIRO : A VASECTOMIA AUMENTA A LIBIDO MASCULINA, AFIRMA ESTUDO

terça-feira, 21 de novembro de 2017

A VASECTOMIA AUMENTA A LIBIDO MASCULINA, AFIRMA ESTUDO

Os homens com vasectomia afirmaram ter ereções e orgasmos de melhor qualidade

Por da Redação

Pouco mais de 12% dos homens entrevistados tiveram relações sexuais com mais frequência após o procedimento (iStockphoto/Getty Images)

Os homens têm mais vontade de fazer sexo após serem vasectomisados. É o que atesta um novo estudo da Universidade de Frankfurt, na Alemanha.

Realizado com 294 casais, o estudo mostrou que 12,4% dos homens tiveram relações sexuais com mais freqüência, enquanto apenas 4,5% relataram ter menos tempo. Entre os participantes, 4 de 10 disseram que a vida sexual em casal melhorou significativamente.

Ainda de acordo com dados do estudo, após a pequena cirurgia, todos eram pelo menos três vezes mais propensos a terem relações sexuais em relação aos hábitos anteriores.

Os homens com vasectomia também disseram ter movimentos sexuais mais elevados e ereções e orgasmos de melhor qualidade.

Na Inglaterra, por exemplo, o número de homens que buscaram a cirurgia caiu 2/3 nos últimos 10 anos: nos últimos dois anos, apenas 10.880 vasectomias foram realizadas, em comparação com 29.344, em 2005 e 2006. Já nos Estados Unidos, apenas um em cada 10 homens realizam vasectomias, de acordo com informações das Nações Unidas, de 2015.

Há dois anos, em estudos da Universidade de Stanford, na Califórnia, atestou-se que homens vasectomizados tiveram 5,9 vezes relações sexuais por mês, em comparação com 4,9 vezes dos que não realizaram a micro cirurgia.

No início deste ano, uma pesquisa realizada por médicos do Hospital das Clínicas de São Paulo comprovou o mesmo fato e também mostrou que, na maioria dos pacientes, o desejo sexual e a satisfação dos homens aumenta após a cirurgia.

Por que postergar a vasectomia?

Especialistas acreditam que os homens que não fazem a cirurgia, em geral, são os que postergam a vida em família, e querem ser pais mais tarde — especialmente os que já estiveram em mais de uma relação duradoura ou casamentos.

Outra suspeita da não adesão é o fato de não ser um procedimento barato, em media 10 mil reais, cuja reversão nem sempre pode ser exitosa. “Cerca de um em cada dez homens com vasectomia vai querer reverter mais tarde”, disse Frank Chinegwundoh, consultor urologista do Bart’s Hospital, em Londres. “O divórcio, o novo casamento e o encontro com alguém mais jovem são invariavelmente os motivos de reversão “, complementa.

“Mas é preciso lembrar que, enquanto a vasectomia é um procedimento rápido e direto, realizado em geral com o anestésico local, a reversão é mais trabalhosa, levando até duas horas, realizado com anestesia geral ou sedação produnda”, explica John Lemberger, um consultor Cirurgião urológico com base em Nottingham.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.