RADIO WEB JUAZEIRO : VEJA O VÍDEO - DELEGADO ABRE PROCESSO ADMINISTRATIVO CONTRA SI MESMO

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

VEJA O VÍDEO - DELEGADO ABRE PROCESSO ADMINISTRATIVO CONTRA SI MESMO


Governo manda diretor do Detran-MG entregar carteira de habilitação após acumular 120 pontos

O delegado César Augusto Monteiro Alves Júnior disse que não recebeu nenhuma notificação sobre as infrações, cometidas desde 2014; ele determinou abertura de processo administrativo contra si mesmo.

Chefe do Detran-MG entrega carteira de habilitação após acumular 120 pontos


O governo de Minas Gerais determinou que o novo diretor do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG), César Augusto Monteiro Alves Júnior, que acumula 120 pontos, entregue a carteira de habilitação nesta segunda-feira (8).

A decisão foi divulgada após reunião do governo de Minas Gerais com o chefe da Polícia Civil, João Octacílio Silva Neto. O delegado entregou o documento às 12h20. Apesar disso, ele continua no cargo.

Ele foi nomeado em dezembro em 2017. Os 120 pontos foram acumulados desde 2014, em 26 infrações de trânsito. A maior parte delas são referentes a excesso de velocidade. Vinte e 24 das 26 foram registradas entre as 7h e as 17h.

No sábado (6), o delegado disse que havia aberto processo administrativo contra si próprio para apurar os 120 pontos na carteira de habilitação dele. Ele alega que não recebeu nenhuma notificação sobre as infrações.

Além das infrações que somariam 120 pontos, Alves Júnior teve a carteira de motorista suspensa por 60 dias em 2012 após acumular 50 pontos em 11 infrações, segundo o sistema do próprio Detran. Ele ainda teria sido submetido a um curso de reciclagem.

120 pontos na carteira de habilitação

O prontuário com os 120 pontos foi revelado no último sábado (6). Por 18 vezes, o diretor do Detran foi multado por ultrapassar o limite de velocidade em até 20%. Em três multas, a infração por velocidade entre 20% e 50% acima do permitido. Em outras quatro, o delegado foi multado por avançar o sinal vermelho, que é uma infração gravíssima. Há ainda uma infração por falta do uso do cinto de segurança.

A maioria das infrações por excesso de velocidade foi cometida nas rodovias Anhanguera e Dom Pedro I, em São Paulo. Outras multas foram registradas em Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

Quatro carros aparecem no prontuário em nome do delegado. Só em um deles há 21 multas, sendo que 11 delas já foram pagas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.