RADIO WEB JUAZEIRO : IGREJA REABRE DEPOIS DE FICAR 20 ANOS FECHADA

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

IGREJA REABRE DEPOIS DE FICAR 20 ANOS FECHADA

Igreja do Passo é reaberta em cerimônia aos fiéis após restauração

Felipe Santana

Imagens, altares, telas e forros foram totalmente recuperados
Joá Souza l Ag. A TARDE

Pontualmente, às 18h, o toque dos sinos anunciava para todo o Pelourinho a reabertura da Igreja do Santíssimo Sacramento da Rua do Passo, depois de ficar 20 anos fechada por conta do mau estado de conservação.

Logo na entrada do templo, o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, abençoava os fiéis que aguardavam ansiosamente o resultado dos 3 anos de reforma.

Localizada entre o Pelourinho e o bairro de Santo Antônio Além do Carmo, o templo foi totalmente restaurado, e recebeu um investimento de R$ 11,3 milhões do Governo Federal, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Os recursos contemplaram a estabilização e consolidação estrutural do prédio, sanando o quadro de instabilidade do monumento, que apresentava graves fissuras e rachaduras.

Na área interna, imagens, altares, telas e forros foram totalmente recuperados. Os detalhes em azul e dourado nas paredes e pilares do templo traziam novamente a beleza da arte sacra para o local que um dia foi cenário de 'O Pagador de Promessas', único filme brasileiro a ganhar a Palma de Ouro, no festival de Cannes, em 1962.

Reabertura

"Depois de 20 anos, a beleza do sagrado se revela nessa igreja extraordinária. O Passo renasce como uma referência no centro histórico de Salvador”, disse o irmão Jorge Mendes, da Fraternidade Samaritana Beneditina, responsável pela igreja.

Para a presidente do Iphan, Kátia Bogéa, a reabertura traz uma verdadeira dimensão cultural. “É só olhar em nossa volta, e perceber que o divino aqui se revela. Por isso, digo que lutamos por uma causa, que é o nosso patrimônio”.

De acordo com o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, o fator identidade e desenvolvimento econômico é um dos pilares para o crescimento do país.

“Além do bem histórico, temos o ganho na economia, tendo em vista que cada imóvel restaurado é mais um bem turístico para a cidade, e isso traz lucratividade para todos. Temos o bem histórico cuidado e restaurado. Agora, é um dever de todos nós zelar e cuidar do nosso patrimônio ” disse o ministro.

A aposentada Joana Pereira, 77 anos, ficou emocionada em entrar na igreja depois de 20 anos. “ Estou assim porque rezei muito para participar desse momento”, disse.

*Sob a supervisão da editora Meire Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.