RADIO WEB JUAZEIRO : SERIA UM AVISO?

EM JUAZEIRO, VOCE PREFERE CARNAVAL ANTECIPADO OU NA DATA OFICIAL?

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

SERIA UM AVISO?

Coreia do Norte faz desfile militar na véspera do início dos Jogos de Inverno

Kim Jong-un falou para multidão que seu país é 'potência militar de classe mundial'. Notícia surpreendeu a comunidade internacional após abertura de diálogo com a Coreia do Sul.

Por G1
Imagem retirada de vídeo mostra desfile militar na praça Kim Il Sung, em Pyongyang, nesta quinta-feira (8) (Foto: KRT via AP)



Kim Jong-Un participa de evento militar

A Coreia do Norte celebrou nesta quinta-feira (8) um desfile militar na praça Kim Il Sung, em Pyongyang, na véspera da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno na cidade sul-coreana de Pyeongchang, informou o governo de Seul.

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, afirmou que seu país é "potência militar de classe mundial". Kim ainda declarou para uma multidão empolgada: "Nós somos capazes de mostrar ao mundo nossa estatura de potência militar de classe mundial".

A notícia do desfile surpreendeu a comunidade internacional após a mudança diplomática efetuada desde janeiro pelo regime norte-coreano, que aproveitou os Jogos Olímpicos para se aproximar do vizinho do Sul.

A televisão oficial norte-coreana não divulgou nenhuma imagem ao vivo do evento. Porém, uma fonte do governo sul-coreano informou que o governo "ficou sabendo" que aconteceu um desfile militar na praça Kim Il-Sung de Pyongyang, a partir das 10h30 de hoje [desta quinta].
Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, ao lado da mulher, Ri Sol Ju, chega à parada militar em Pyongyang, nesta quinta-feira (8) (Foto: KRT via AP)


Kim Jong-un, participou ao lado da mulher, Ri Sol-ju. De acordo com a agência sul-coreana Yonhap, o desfile, no qual foram foram exibidos tanques, mísseis e tropas, foi aparentemente menor do que o organizado no ano anterior.

A Yonhap afirmou que o míssil Hwasong-15 ICBM também foi mostrado para a multidão. A Coreia do Norte anunciou no mês passado que celebraria o 70º aniversário de seu exército em 8 de fevereiro, ao invés de 25 de abril.

Aproximação da Coreia do Sul

Parada em Pyongyang (Foto: Reuters)

Para alguns analistas, a Coreia do Norte pretende normalizar o status de "Estado nuclear de fato" com sua nova estratégia. Para eles, o país tenta, talvez, obter uma redução das sanções internacionais contra seu regime e criar uma divisão na relação de aliados entre Coreia do Sul e Estados Unidos.

Para Park Won-gon, professor de Relações Internacionais da Universidade de Handong, na Coreia do Sul, Kim "quer confirmar seu status de potência militar organizando o desfile e participando no dia seguinte nos Jogos Olímpicos, como se nada tivesse acontecido, como se não houvesse nenhum mal nisso", salienta.

Washington já haviam criticado o fato de o desfile militar norte-coreano ter sido transferido para esta quinta. O vice-presidente americano, Mike Pence -- que estará presente na cerimônia de abertura dos jogos na sexta-feira (9) -- chegou a classificar a participação da Coreia do Norte nas Olimpíadas de Inverno como um "ato de propaganda".

O governo norte-coreano afirmou nesta quinta-feira que não tem interesse em uma reunião com os representantes dos Estados Unidos durante as Olimpíadas de Inverno.
Imagem retirada de vídeo mostra militares norte-coreanos enquanto depositam flores no centro de Pyongyang, nesta quinta-feira (8) (Foto: Associated Press)

"Não temos nenhuma intenção de uma reunião com as autoridades americanas durante nossa visita ao Sul", declarou Cho Yong-Sam, alto funcionário do ministério norte-coreano das Relações Exteriores, segundo a agência norte-coreana KCNA. "Nunca pedimos um diálogo com os Estados Unidos e nunca o faremos", disse.

Encontro com presidente Moon

Nesta quinta, a Yonhap anunciou que a delegação de alto escalão da Coreia do Norte que visitará a Coreia do Sul durante os Jogos Olímpicos de Inverno vai se encontrar com o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, no sábado (10). A imprensa estatal norte-coreana não se pronunciou sobre o encontro.

Ainda não se sabe com exatidão quem participará desta reunião do lado norte-coreano, mas a delegação norte-coreana nos jogos conta com a presença do presidente honorário do país, Kim Yong-nam (autoridade norte-coreana do mais alto escalão a visitar o país vizinho), e da irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, Kim Yo-jong.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

ORTHO100

ORTHO100
.