RADIO WEB JUAZEIRO : OCUPAÇÃO DA ÁREA DO PROJETO FRUTIMAG E O DIA INTERNACIONAL DA MULHER – 8 DE MARÇO!

domingo, 11 de março de 2018

OCUPAÇÃO DA ÁREA DO PROJETO FRUTIMAG E O DIA INTERNACIONAL DA MULHER – 8 DE MARÇO!





Quero, como militante socialista, filiado ao PT, cidadão sento-seense, posicionar-me sobre o ato do MST – Movimento dos Trabalhadores sem Terra, fazer a ocupação do “Projeto Frutimag”, em ação planejada, alusiva ao 8 de Março Dia Internacional da Mulher, da sua estratégia nacional de luta pela Reforma Agrária!... Segundo à coordenação desse acampamento, a presença de centenas de mulheres e homens conscientes de outras localidades é para “garantir a força política necessária à conquista da área”. Em seguida, será aberto um processo de cadastramento para juntar famílias do município para se organizar, conscientizar, trabalha, produzir, comercializar e melhorar de vida!

Visitei o pessoal no primeiro dia: vi o cuidado em manter tudo como encontraram no local, manter a disciplina e a ordem, fazer contato com o Poder Público local e externos, como táticas naturais do referido processo!... Eles sabem e falam como são vítimas do preconceito forjado pela manipulação da opinião pública através dos meios de comunicação da elite econômica, onde milita ideologicamente os representantes do latifúndio do País. Oportunamente, informo dados da distribuição de terra no Brasil, eles são do final da década de 90: 85% das propriedades de terra está na mão de 15% da sua população – os mais ricos e 15% está dividida entre 85% da população – os trabalhadores, pobres!

O estado baiano (Justiça, Gestores e Polícia), conhecem o processo dessa natureza, às tramitações de processos, as leis atinentes a isso e as formas mais adequadas para não se ter conflito corporal!... Importante lembrar que o Estado Brasileiro, representado pelo Pará, sabe do prejuízo sentimental, social e moral que proporcionou ao País, ao assassinar 19 Trabalhadores rurais sem terra do MST, naquele conflito ultra traumático de 17 de abril de 1996 no município de Eldorado do Carajás, no sul do Pará – conhecido como “Massacre de Eldorado”!

Torço para o Acampamento Márcio Matos, nome que homenageia ao saudoso companheiro ex-militante do PT e dirigente do MST, assassinado supostamente por ser militante social e político, dê certo: garanta a compra da terra pelo INCRA, a conquista dela pelos trabalhadores, o cadastramento de centenas das famílias, daqui, mais qualificadas para o processo, a produção de alimentos e contribua para a condição de cidadania e fomentação da economia local.

Conheço o MST, sei dos seus assentamentos produtivos, Brasil a fora, tenho visto a grande imprensa distorcendo às informações sobre o movimento para que o povão não queira lutar pela terra, nem torcer a favor dos que lutam!... O MST´, é sem dúvida, enorme possibilidade de desenvolvimento sustentável, além do mais, funciona como escola de conscientização política cidadão, combate à fome, ainda contribui para do humilhante clientelismo, que atrapalha enormemente às Políticas Públicas, aos Direitos Sociais. Ainda bem que existe o MST!


Sento-Sé, 10 de março de 2018.
Laurenço Aguiar – Cidadão de Sento-Sé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.