RADIO WEB JUAZEIRO : BRASILEIROS NÃO CANSAM DE 'APRONTAR' NA RÚSSIA

quarta-feira, 20 de junho de 2018

BRASILEIROS NÃO CANSAM DE 'APRONTAR' NA RÚSSIA

Em vídeo, torcedores brasileiros criam novo caso de assédio na Rússia


Ao menos três homens filmam mulheres falando “Eu quero dar a b**** para vocês”, em português

Ao menos três brasileiros ensinam termos sexuais à três estrangeiras

Foto: Reprodução
JC Online

Depois de circular um vídeo na internet com um grupo de torcedores brasileiros assediando uma mulher na Rússia, durante a Copa do Mundo, outro foi publicado com conteúdo similar. Neste segundo, ao menos três brasileiros ensinam três mulheres estrangeiras a falar: “Eu quero dar a b*** para vocês”.

Ao termino da frase, eles comemoram: “É a Rússia, c***!”. O grupo ainda não foi identificado. O vídeo têm tido repercussão negativa na internet, sendo classificado como agressivo, machista e racista pelos internautas.
Relembre o primeiro caso

A decepção do Brasil na Rússia neste início de mundial poderia ter ficado restrita ao empate contra a Suíça, mas a atitude de um grupo de torcedores canarinhos na sede da Copa do Mundo gerou polêmica, revolta e envergonhou muitos brasileiros. Em diferentes vídeos que circulam pelas redes sociais, pelo menos quatro torcedores com a camisa verde e amarela aparecem ao lado de uma estrangeira cantando palavras obscenas sem que a moça os compreenda.Para os pernambucanos, chamou a atenção o fato de que um dos presentes é ex-secretário de Turismo de Ipojuca, o advogado Diego Valença Jatobá.

Nas imagens, ele aparece vestindo a camisa da Seleção com um lenço no pescoço ao lado da mulher enquanto o grupo se filma fazendo referência ao órgão sexual da moça de maneira impublicável. Em um dos locais onde o vídeo foi reproduzido, o perfil do Instagram do aplicativo do Mete A Colher – plataforma de apoio a mulheres e combate à violência – a publicação chegou a ter mais de 400 comentários repudiando o ato.

Na noite desta segunda-feira (18), a Ordem dos Advogados de Pernambuco emitiu uma nota de repúdio ao comportamento do grupo.

Na manhã desta terça (19), a Polícia Militar de Santa Catarina (PM-SC) identificou o segundo torcedor que aparece neste vídeo. Um dos presentes é o tenente Eduardo Nunes, que serve em Lages, em Santa Catarina. O comando da PM catarinense garante abrir um processo administrativo-disciplinar para apurar a conduta do profissional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.