RADIO WEB JUAZEIRO : MÃE MORRE AO RECONHECER O CORPO DO FILHO

sexta-feira, 8 de junho de 2018

MÃE MORRE AO RECONHECER O CORPO DO FILHO

Pai vela PM morto e a ex-mulher, que infartou ao ver o filho: 'No caminho ela já estava se entregando'


Maria José passou mal ao reconhecer o corpo do filho e não resistiu. Os velórios acontecem em duas capelas diferentes do Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio.

Por Diego Haidar e Lilian Ribeiro, TV Globo e GloboNews


Mãe e filho PM são velados no Rio de Janeiro

Estão sendo velados na manhã desta sexta-feira (8) os corpos do policial militar Douglas Fontes, morto após ser cercado por criminosos em Duque de Caxias, e a mãe dele, Maria José Fontes, que passou mal e morreu após reconhecer o corpo do filho. Os velórios acontecem em duas capelas diferentes do Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio.

De acordo com testemunhas, Douglas Fontes estava passando pela Avenida Rio Branco, em Gramacho, com a namorada quando ele foi cercado por cinco criminosos armados que queriam levar o carro.

Manuel Gonçalves é pai de Douglas Ferreira e foi marido de Maria José. Ele estava com ela no momento em que foram reconhecer o corpo do filho.

"Quando ela chegou para levantar o pano, ela foi caindo. Acho que no caminho ela já estava se entregando. Aí chegou no UPA de Gramacho e não suportou. Ele falava que sabia que um dia poderia ir e não voltar", afirmou.

Manuel diz ter perdido "um pedaço" de si e falou que seus filhos são seus amores. Afirmou também que o próprio Douglas não tinha medo do trabalho.

“Ele gostava muito do que ele fazia. Eu particularmente não era a favor, nunca fui. Quando ele fez estágio preparatório do concurso eu aconselhei muito ele. Eu tinha medo, é um bairro muito pobre, e de uma hora pra outra acontece o que aconteceu. Eu aconselhava ele a não fazer. Ele não tinha medo, ele gostava. Ele falava que sabia que um dia podia ir e não voltar”, conta o pai.

Manuel conta que era divorciado de Maria José, e que morava em frente à casa dela. Eles receberam a notícia da morte do filho durante a madrugada, e foi um susto.

“Eram duas e pouca da manhã quando ligaram para a minha ex- esposa, e acordaram ela com a notícia de que ele estava baleado. Aí a irmã dela me gritou e falou: “o Douglas foi assassinado”. Aí eu quase caí ali."
Amigo de Douglas usa camisa com foto do policial no velório
 (Foto: Diego Haidar / TV Globo)

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, horas depois, a mãe dele, Maria José Fontes, de 56 anos, passou mal ao reconhecer o corpo do filho e morreu a camiho da UPA de Sarapuí, no mesmo município. Segundo informações da unidade hospitalar, Maria José sofreu um infarto e não resistiu, morrendo antes de chegar à unidade.

O PM Douglas Fontes foi morto em Duque de Caxias na madrugada desta quinta-feira (7) (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Maria Fontes, mãe do PM morto em Caxias 
(Foto: Reprodução/Facebook)

De acordo com a polícia, Douglas foi morto depois que os criminosos descobriram que ele era policial. O PM foi obrigado a deitar no chão e foi executado. A namorada nada sofreu.

Ele estava na PM há 12 anos. Era divorciado e deixa dois filhos, um de 8 e uma de 5.

Douglas é o 54º policial morto no Estado do Rio de Janeiro em 2018.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.