RADIO WEB JUAZEIRO : "VOTO OBRIGATÓRIO É DITADURA, NÃO É DEMOCRACIA", DIZ VERELA
quarta-feira, 13 de julho de 2016

"VOTO OBRIGATÓRIO É DITADURA, NÃO É DEMOCRACIA", DIZ VERELA

Varela não só criticou a falta de mudanças efetivas trazidas pelas novas regras eleitorais como se declarou contra a reeleição

Redação VN


O Balanço Geral desta quarta-feira (13) falou sobre as novas regras das eleições que já entram em vigor este ano. As inovações estão na mudança de prazos para registros de candidatos de coligações e de declarações dos comitês. As campanhas vão ser mais curtas, mais transparentes e não poderão ser financiadas por empresas, e por isso deverão ficar bem mais baratas. A intenção é evitara corrupção e o caixa 2, razão dos últimos escândalos políticos.As campanhas deverão ser financiadas apenas por pessoas físicas e com dinheiro do fundo partidário. Também houve mudanças no tempo de propaganda na TV e no rádio, que diminuiu de 45 para 35 minutos. As decisões são controversas. Sobre o assunto, o apresentador Raimundo Varela não só criticou a falta de mudanças efetivas trazidas pelas novas regras eleitorais como se declarou contra a reeleição.

Leia o comentário na íntegra

“Eu respeito muito a opinião dessas pessoas… mas as mudanças que não mudaram. Por exemplo, coligação. O que é que acontece com a coligação? Bira, você tem 11 mil votos, eu tenho 100 mil votos. Você entra e eu não entro. Você tem 10 vezes menos os meus votos. E por causa do meu partido que não coligou, eu não entro. A obrigatoriedade do voto. Voto obrigatório é ditadura, não é democracia! Acabou, é minha opinião! Posso dar a minha opinião também? Posso ou não posso? Outra coisa: Como é que você pode competir com o chefe do executivo, ele com a máquina na mão? Por isso que eu sou contra! Tinha que acabar com reeleição! João Henrique, pior prefeito do Brasil se reelegeu, porque estava com a máquina na mão. Pronto. O prefeito ACM Neto por exemplo, não vai se afastar. Não há desincompatibilização. Bacana. Quem é que vai ganhar dele? Minha mãe. Vai ganhar. Acabar com isso, amigo! Eu chego em São Caetano e faço um discurso, sou candidato, por exemplo. Deus me livre e guarde! Aí ele chega com dez ruas asfaltadas. Quem é que ganha a eleição? A mudança que não mudou, essa mudança eleitoral, amigo. Minha opinião também. Agora a roubalheira… sabe o que descobriram aí? Que municípios baianos já tem um rombo de R$ 100 bilhões de desvio de verba. A polícia federal está lá em Catiba. Sabe onde fica Catiba? Você chega em Conquista, Itapetinga, Catiba. Pronto. Vai lá no sudoeste. A Polícia Federal estava lá. O prefeito do município desviou R$ 40 milhões de reais. Piuor não é nada, é através de cooperativas fantasmas. Imagine. Tem fantasma por aqui, tem? Acharam fantasma na folha da prefeitura de Salvador outro dia. A primeira mulher de Cláudio Plataforma. Então onde é que não tem fantasma, meu amigo? Não tem aqui na TV, porque tem auditoria que completa a lista da folha de pagamento. Serviço público, essa bagunça!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.

COMPARTILHE