RADIO WEB JUAZEIRO : ASSASSINO EM SÉRIE É PRESO APÓS 40 ANOS
quinta-feira, 26 de abril de 2018

ASSASSINO EM SÉRIE É PRESO APÓS 40 ANOS

'Quero socá-lo', diz vítima de assassino em série preso após 40 anos na Califórnia

Testes de DNA permitiram identificação; Jospeh James DeAngelo é responsável por 12 assassinatos e 45 estupros entre os anos de 1976 e 1986.

Por G1
Joseph James Deangelo, de 72 anos, aparece na foto tirada pela polícia 
(Foto: Sacramento County Sheriff's Department/Handout via REUTERS)

Jane Carson-Sandler, uma das vítimas do assassino em série, Jospeh James DeAngelo, de 72 anos, procurado há 40 anos na Califórnia, disse à rede de TV americana CNN que sente muita raiva. DeAngelo foi preso nesta terça-feira (25). "Quando eu penso sobre todas as vidas que ele destruiu e todas as pessoas que ele afetou ao longo de todos esses anos eu não consigo me controlar, tenho muita raiva", disse ela. "Eu quero socá-lo. "

As autoridades de Sacramento informaram a detenção de Jospeh James DeAngelo nesta quarta-feira (26). Ele é responsável por 12 assassinatos e 45 estupros entre os anos de 1976 e 1986.

Jane Carson-Sandler tornou-se a primeira vítima de estupro na Califórnia registrado em 18 de junho de 1976. Em um documentário sobre o caso, ela disse que estava cochilando na cama com seu filho depois que seu marido saiu para o trabalho e foi abruptamente acordada.

Um homem mascarado estava na porta do quarto, segurando uma grande "faca de açougueiro" com uma lanterna acesa em seu rosto. O homem vendou os ollhos de Jane e seu filho e os amarrou com cardarços e lençóis rasgatos.

Depois, ele tirou o filho de Jane da cama e desamarrou os tornozelos dela. "Aí eu percebi porque ele estava lá", disse Jane no documentário.

DNA permitiu identificação

Testes de DNA permitiram às autoridades identificar DeAngelo como o "Golden State killer" (assassino do Estado Dourado, como a Califórnia é chamada), que iniciou seus ataques em 1976 no subúrbio de Sacramento.


"Podemos dizer que nos últimos dois dias, quando várias pistas apontavam para este indivíduo, começamos a vigiá-lo, pudemos conseguir alguns testes de DNA e pudemos confirmar o que todos já sabíamos, que tínhamos (encontrado) o homem", afirmou o xerife de Sacramento, Scott Jones.

A prisão aconteceu na tarde de terça-feira, informou o oficial. Na entrevista coletiva, as autoridades mostraram a fotografia do acusado, branco, com cabelos grisalhos.

Segundo Jones, DeAngelo foi policial entre 1973 e 1979, os últimos três anos em Auburn - perto de Sacramento -, de onde foi demitido por furto: "É muito possível que ele estivesse cometendo esses crimes durante o tempo em que ele era policial".

Segundo um jornal de Sacramento, ele vivia com sua filha e neta no bairro Citrus Heights.

O FBI - que oferecia há dois anos uma recompensa de 50.000 dólares por informação que levasse à sua prisão - informou que entre 1976 e 1986, o homem cometeu 12 homicídios, 45 estupros e 120 roubos a residências.

A faixa etária de suas vítimas foi entre 13 e 41 anos. A procuradora Schubert disse que, com a chegada de mais testes de DNA, outras denúncias poderão se somar às atuais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.