RADIO WEB JUAZEIRO : ESPANCOU O PAI DE 70 ANOS E FOI PARA NO XILINDRÓ
sexta-feira, 13 de abril de 2018

ESPANCOU O PAI DE 70 ANOS E FOI PARA NO XILINDRÓ

Homem é preso suspeito de espancar o pai de 70 anos em Lauro de Freitas

Andrezza Moura

O ajudante de carga e descarga Adaílton Melo, de 37 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira, 12, no bairro Areia Branca, em Lauro de Freitas (Região Metropolitana de Salvador), suspeito de espancar o próprio pai, um idoso de 70 anos, por volta da meia-noite.

O crime foi cometido dentro da casa onde ele e o senhor moram, na rua Dois de Julho. O idoso foi encontrado por vizinhos caído na sala do imóvel, imprensado atrás do sofá, trajando apenas camiseta e convulsionando.

Adaílton foi autuado por tentativa de homicídio e vai passar pela audiência de custódia, na manhã desta sexta    -    Divulgação l Polícia Civil

Ele foi encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE), na Vasco da Gama, e até a noite desta quinta, seguia internado em estado crítico e entubado.

Segundo uma neta do ancião, vizinhos ouviram os gritos desesperados do avô e, ao chegarem na residência para ver o que estava acontecendo, encontraram o idoso já passando mal. Nesse momento, Adaílton saiu correndo.

“Ele bateu em meu avô. Quando chega em casa bêbado e drogado, aí pega o pai para bater. Meu avô começou a passar mal, depois que ele o agrediu”, desabafou a dona de casa, sob anonimato.

Ela acredita que, além de ter sido agredido fisicamente por Adaílton, o avô também pode ter sido abusado sexualmente, já que estava sem short e sem cueca.

“Outras vezes, meu avô saiu correndo de casa, na madrugada, para pedir socorro, após ser agredido. Ele também dizia aos vizinhos que Dai [o filho] tinha o estuprado”, contou a mulher.

Sangue na bermuda

Ao deterem Adaílton, investigadores da 27ª Delegacia (Itinga) fizeram buscas na casa e localizaram uma bermuda suja de sangue. A roupa foi encaminhada para perícia.

“Ele disse que o sangue é dele, que usou a bermuda para limpar o dedo, após um vizinho lhe machucar”, disse a delegada Elaine Laranjeira, titular da delegacia.

Em conversa com a reportagem, Adaílton negou que tenha agredido o pai e contou que, ao voltar do bar, o encontrou caído no chão e com o sofá por cima.

Com relação ao senhor ter sido achado seminu, ele disse que tirou o short dele para ajudá-lo a respirar, já que estava tendo convulsão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.