RADIO WEB JUAZEIRO : JOÃO GILBERTO NO CENTRO DE UMA BRIGA FAMILIAR

quarta-feira, 18 de abril de 2018

JOÃO GILBERTO NO CENTRO DE UMA BRIGA FAMILIAR

Estado debilitado impede que oficiais de Justiça citem João Gilberto em ação de interdição

Músico está no centro de uma briga familiar, que coloca em oposição os irmãos Bebel Gilberto e João Marcello contra Claudia Faissol, mãe de Luiza, a filha mais nova do cantor


Foto: Divulgação

A briga familiar envolvendo o músico João Gilberto, que já dura meses, teve mais um capítulo. Segundo o blog de Lauro Jardim, em O Globo, as oficiais de Justiça que foram à casa dele para citá-lo, em ação de interdição movida por sua filha Bebel, não conseguiram efetivar o ato, em consequência do estado de saúde extremamente debilitado do artista.

Segundo a oficial de Justiça Renata Milanez, em um documento enviado ao juiz Renato Lima Charnaux Sertã, da 5ª Vara de Órfãos e Sucessões do Rio de Janeiro, João Gilberto, de 86 anos, não tinha mínimas condições de ser citado: “Após as apresentações, conversamos com o senhor João Gilberto, onde realizamos diversas indagações que nos levaram a concluir que, aparentemente, naquele momento, ele não tinha condições de ter entendimento da natureza do ato citatório”. A oficial de Justiça afirmou que, por isso, deixou de citá-lo.

Para tentar citar o criador da Bossa Nova, as oficiais de Justiça foram a um imóvel no bairro da Gávea. Até então, a notícia que se tinha é que João Gilberto ainda morava no apartamento em que reside há décadas no Leblon. Quem atendeu a porta foi a portuguesa Maria do Céu, que disse às oficiais de Justiça ser a “companheira” do músico, centro de um conflito familiar, que coloca em oposição os irmãos Bebel Gilberto e João Marcello contra Claudia Faissol, mãe de Luiza, a filha mais nova do cantor.

Um comentário:

  1. VEJAM COMO AGEM OS FILHOS COM OS SEUS PAÍS, DE REFERÊNCIA AO MÚSICO JOÃO GILBERTO A PREOCUPAÇÃO DOS FILHOS DE INTERDITÁ-LO É ASSEGURAR OS BENS PERTENCENTES AO MESMO, ANTECIPANDO A PARTILHA DOS SEUS BENS ANTES DE QUE OCORRA O SEU FALECIMENTO, ISSO NUNCA PODER-SE-Á CHAMAR DE AMOR AO PAI E, SIM, PURA E DESCABIDA AMBIÇÃO E GANÂNCIA DOS FILHOS. CASO O MÚSICO JOÃO GILBERTO ESTIVESSE EM PÉSSIMO ESTADO FINANCEIRO SEM POSSUIR NENHUM BEM A SER MOTIVO DE INTERDIÇÃO, CLARO, LÓGICO E EVIDENTE, NÃO SURGIRIA NENHUM DOS SEUS FILHOS PARA AJUDÁ-LO COM ESTAMOS VENDO E PRESENCIANDO SÉRIOS E VERDADEIROS TESTEMUNHOS DOS PAIS QUE FORAM ABANDONADOS, MISERÁVELMENTE, PELOS SEUS FILHOS E QUE OS PAIS SÃO OBRIGADOS A RECORREREM À JUSTIÇA PARA QUE OS MESMOS SEJAM CONDENADOS A PAGAREM UM PLANO DE SAÚDE E PENSÃO ALIMENTÍCIA LEI 8.457/68, TRISTE REALIDADE, INFELIZMENTE, É O QUE VEMOS E ESTAMOS ACOMPANHANDO O QUE ACONTECE COM OS PAIS QUANDO FICAM BASTANTE IDOSOS E DOENTES E QUE OS FILHOS DESRESPEITAM A LEI 10.741/2003 QUE AMPARA E PROTEGE OS IDOSOS. CABE À JUSTIÇA PUNIR E FAZER VALER A LEI QUE DÁ GUARIDA AOS IDOSOS AOS FILHOS DESCUMPRIDORES DA LEI.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário.