RADIO WEB JUAZEIRO : MÚSICO DENUNCIA CALOTE DA PREFEITURA DE UAUÁ
quinta-feira, 26 de abril de 2018

MÚSICO DENUNCIA CALOTE DA PREFEITURA DE UAUÁ

Depois da denuncia de calote em bandas que tocaram no carnaval, São João de Uauá pode não ser realizado



Da Redação do AP

No dia 17 deste mês a reportagem do AP publicou matéria referente a um possível calote que um cantor teria sofrido da administração do prefeito de Uauá, Lindomar Dantas (PCdoB) referente apresentação de show no dia 11 de fevereiro de carnaval. Ainda na matéria, o cantor chegou a afirmar que outros artistas também não teriam recebido pela apresentações. Ele solicitou do Jornal Ação Popular (AP) que não publicasse o seu nome , então na noite de ontem (25), veio a tona mais outra noticia, através de redes sociais, da mesma pessoa, o cantor Alan Cléber, fazendo o seu desabafo, desta vez, mais contundente.

Veja abaixo:


No face, pessoas elogiaram a postura do cantor e condenaram o comportamento do gestor municipal e seu grupo da ‘mudança’. Veja:

No face, pessoas foram solidárias à Alan Cléber e ainda tacharam a administração da ‘mudança’ de caloteira

Segundo informações levantadas pela reportagem do AP, esta é a primeira vez que é denunciado a pratica de calote por parte da administração municipal na imprensa. Este fato abalou os últimos degraus da moralidade da administração neocomunista que enfrentará mais problemas pelo próximos devido ao turbilhão de atrapalhadas que estão acontecendo, inclusive com as farras em contratos de pessoas ligadas ao grupo político, contratos de empresas com valores milionários, e ainda com fornecedores impacientes devido aos constantes atrasos.

A situação é tão grave que já se comenta nos bastidores da administração municipal, na possibilidade do prefeito não realizar a festa de São João. Uma dos moradores da cidade fez o seguinte questionamento em rede social: “Se a prefeitura não está pagando os cantores do carnaval, agora imagine os do São João”.

Para tentar se livrar da bomba, o Secretário de Cultura, Turismo e Meio Ambiente do município, Nilo Ramos, chegou a postar texto informando que o recurso para pagar as atrações seriam de responsabilidade do governo Rui Costa, aquele que é chamado de parceiro nas solenidades do Rui Correria. “O recurso para pagar deveria ter saído do Governo do Estado, e precisaria de até 60 dias para realizar o pagamento. Infelizmente o prazo informado encerrou e estamos desde o inicio desse mês solicitando a Bahiatursa que resolva a pendência,” destacou Nilo Ramos.

Se sentindo ofendido com as colocações de Nilo Ramos, Alan Cléber gravou vídeo dando resposta. Veja:

 

Mas por outro lado, a professora Daniela Loiola não se convenceu, assim como outros, das explicações do secretário. “Sempre assim, sempre colocando a culpa em terceiros pela incompetência da gestão”.

Durante a administração do ex-prefeito Olímpio Cardoso (PDT), a prioridade de seu governo era em honrar com os pagamentos aos músicos e artistas para não passar por este tipo de constrangimento. Hoje o nome de Uauá se encontra manchado na Bahia e no Brasil devido a falta de hombridade de quem prometeu mudar, mas mudou para o que todos estão vendo nos dias de hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.