RADIO WEB JUAZEIRO : PROTESTO NA CÂMARA DE VEREADORES DE PETROLINA
quinta-feira, 26 de abril de 2018

PROTESTO NA CÂMARA DE VEREADORES DE PETROLINA

Agentes de Combates a Endemias fazem protesto na Câmara de Petrolina

 Karine Paixão 

Com cartazes questionando “Cadê o dinheiro do nosso incentivo”, '‘reconhecimento já", os Agentes de Combates de Endemias (ACE), protestaram na Câmara de Petrolina na sessão desta quinta-feira (26).

Uma iniciativa do vereador Rodrigo Araújo (PSC), que o oportunizou a categoria apresentar a pauta de reivindicações na Casa. O servidor Charles de Oliveira, destaca o incentivo adicional que segundo ele, já está depositado no fundo municipal da saúde há mais de dois anos, mas não foi repassado. “Temos aqui até os extratos do ano de 2016 do fundo da saúde. Acho isso um absurdo muito grande com a nossa categoria porque o dinheiro já tá na conta e a gente há mais de dois anos, mendigando para receber o que é nosso. Os municípios de Afrânio e Santa Maria da Boa Vista já receberam esse incentivo sem precisar fazer mobilização".



A categoria também reivindica equiparação salarial ao Agente de Saúde. Para ele, o trabalho não é menor que o da referida categoria. “O que muda são as atribuições, não é justo eles ganharem mais que a gente”, dispara Charles. Ele reivindica também concurso público, fardamento, valorização e melhoria de qualidade de vida. “A gente está deixando de fazer uma cobertura muito grande por falta de profissionais, porque são poucos, são só 112”.

Diante da discussão, o vereador Paulo Valgueiro (MDB), líder da oposição na Casa, disse que "quem tem a caneta na mão para resolver é o prefeito Miguel Coelho e acha pouco provável que o governo Novo Tempo, solucione o problema".

O líder da situação, Aerolande Cruz (PSB), Não gostou das colocações do opositor. Ele lembrou dos atrasos da gestão passada. “O vereador que falou isso esqueceu que o prefeito dele, não pagou 2015 e 2016 a vocês, esqueceu que o prefeito dele na época estava com a caneta na mão”. O socialista aproveitou as reivindicações para contactar a secretária de saúde, Magnilde Albuquerque. Segundo ele, a secretária agendou uma reunião para o dia 04 de mais, para discutir a situação."Aí vem um vereador aqui e fica jogando para plateia mas esquecem que no governo passado, foram tratados pior do que estão sendo tratados agora", criticou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.