RADIO WEB JUAZEIRO : SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES DE PETROLINA ATRAI MUITA GENTE
quarta-feira, 11 de abril de 2018

SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES DE PETROLINA ATRAI MUITA GENTE

Agressão de deputado a vereador repercute na Câmara com manifestantes amordaçados na plateia

por Karine Paixão 

Claro que a agressão do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) ao vereador Gilmar Santos (PT) ocorrida no último domingo não poderia ficar de fora dos embates na Câmara Municipal de Petrolina. A sessão desta terça-feira (10), inclusive, contou com uma manifestação em apoio ao vereador Gilmar Santos onde estudantes, integrantes do DCE da Univasf, professores, artistas e filiados ao PT e ao PCdoB permaneceram na plateia amordaçados e empunhando cartazes em que chamavam o deputado federal de golpista e os dizeres “Força Gilmar”. Nas mordaças havia impressa a palavra “golpe”.

Primeiro a se pronunciar sobre a presença dos manifestantes, o vereador Osinaldo fez o uso da tribuna livre para esclarecer uma informação que circulou nos grupos de Whatsapp de que retiraria Gilmar Santos da Comissão de Direitos Humanos por ter agredido um idoso. Osinaldo negou tal declaração, chegou a ser vaiado pelos manifestantes e criticou a atitude de Gonzaga Patriota, mas fez questão de dizer a Gilmar Santos que algumas palavras às vezes são mais duras do que uma agressão física.


O discurso teve a participação de Aero Cruz e Manoel da Acosap, Cristina Costa tentou fazer uma intervenção e foi barrada por Osinaldo que não permitiu que a petista falasse enquanto detinha o tempo da tribuna livre

Por fim Gilmar Santos se pronunciou. Apoiado pela plateia, ele fez críticas a atitude de Gonzaga Patriota e a atuação política do parlamentar pernambucano. "Descontrolado, desequilibrado e de forma truculenta o deputado Gonzaga PAtriota desferiu um soco no meu rosto. Não revidei, não revidarei da forma suja como ele trata a democracia. Isso não significa dizer que vou me acovardar e não significa dizer que eu estou sozinho. Eu não estou sozinho nessa luta (...) (Gonzaga ao Justificar) Usou expressões típicas de gente autoritária, acostumada a mandar, impor, humilhar,a ser bajulado por gente que baixa a cabeça e não tem coragem de questionar a sua péssima atuação política".


Enquanto Gilmar falava o vereador Cícero Freire tentava insistentemente fazer o uso da palavra. O petista pediu que o colega aguardasse a conclusão do seu raciocínio. Mesmo com toda a persistência, Cícero Freire não teve a palavra concedida. Gilberto Melo, presidente em exercício da mesa diretora encerrou a sessão e mesmo com os microfones desligados Freire mandou seu recado em meio aos gritos dos manifestantes. "Quero dizer nessa casa que democracia se faz com educação. Eu queria dizer que Gonzaga Patriota é um homem de bem. (...) O golpe que Gonzaga Patriota deu foi a aprovação da aposentadoria rural para o homem do campo e um homem de bem como ele não pode ser chamado de golpista".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.