RADIO WEB JUAZEIRO : GAROTO DESPERTA DO COMA APÓS OS PAIS AUTORIZAREM DESLIGAMENTO DE APARELHOS

quarta-feira, 9 de maio de 2018

GAROTO DESPERTA DO COMA APÓS OS PAIS AUTORIZAREM DESLIGAMENTO DE APARELHOS

Trenton McKinley sofreu danos cerebrais graves após acidente; segundo os médicos ele jamais se recuperaria

Trenton McKinley, de 13 anos, estava em coma em um hospital no Estado do Alabama, nos Estados Unidos (Facebook/Reprodução)


O menino americano Trenton McKinley, de 13 anos, estava em coma em um hospital no Estado do Alabama, nos Estados Unidos, mas recuperou a consciência pouco depois de seus pais assinarem a autorização de desligamento dos aparelhos e a doação de seus órgãos.

De acordo com a revista People, McKinley ficou gravemente ferido há cerca de dois meses depois de um acidente ocorrido enquanto ele estava em um pequeno trailer puxado por um buggy infantil. “Eu bati no concreto e o trailer caiu sobre a minha cabeça. Depois disso, não lembro de nada”, disse McKinley à emissora de TV americana Fox 10. O pequeno veículo parou bruscamente, provocando a queda sobre o garoto, que sofreu sete fraturas no crânio, com trauma cerebral grave.

O diagnóstico

Durante o período em que esteve no hospital, o garoto permaneceu desacordado, respirando com a ajuda de aparelhos. Além de passar por três cirurgias, McKinley sofreu falência dos rins e uma parada cardíaca. A avaliação médica indicava que o menino não se recuperaria. 

Após o diagnóstico, uma pessoa responsável pela doação de órgãos informou aos pais que o menino era compatível com cinco outras crianças que precisavam de transplantes. Sabendo que o filho poderia salvar outras vidas, os pais aprovaram a retirada dos órgãos para doação.

No entanto, contrariando o diagnóstico, o garoto recobrou a consciência. “Ele ficou ‘morto’ por cerca de quinze minutos. Quando o ressuscitaram, me disseram que ele nunca mais voltaria ao normal. Me disseram que os problemas de oxigenação seriam tão ruins para o cérebro que ele permaneceria como um vegetal se conseguisse sobreviver”, disse Jennifer Reindl, a mãe de McKinley.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.