RADIO WEB JUAZEIRO : PAI JOGA BEBÊ DE 17 DIAS POR CIMA DO MURO
segunda-feira, 14 de maio de 2018

PAI JOGA BEBÊ DE 17 DIAS POR CIMA DO MURO

Família relata que comemorava Dia das Mães quando funileiro chegou embriagado e jogou filha de 17 dias pelo muro

Caso ocorreu neste domingo (13) em Santa Bárbara d'Oeste. Suspeito foi preso em flagrante por tentativa de homicídio qualificado.

Por Jornal da EPTV 1ª Edição

Pai joga bebê de 17 dias por cima de um muro durante discussão em Santa Bárbara d'Oeste

O funileiro de 25 anos preso neste domingo (13) por jogar a filha, uma bebê de 17 dias, por cima de um muro de 2,5 metros chegou em casa embriagado enquanto a família comemorava o Dia das Mães, segundo parentes da vítima ouvidos pela reportagem da EPTV. Ele admitiu o crime, segundo o corporação, e foi preso em flagrante por tentativa de homicídio qualificado em Santa Bárbara d'Oeste (SP).

Após entrar na residência, ele queria pegar a criança no colo, mas a namorada, com que ele mora, não deixou e chamou por socorro. "Houve a informação que ele chegou alcoolizado na residência tentando pegar o bebê do colo da amasia. Ela se negou e neste momento ela começou a gritar por socorro. Os vizinhos entraram na residência para auxiliar e neste momento que ele viu a entrada dos vizinhos ele tomou a crianças dos braços dela e jogou ao muro do lado", disse a guarda Juliana Rodrigues.

Quando a os agentes da guarda chegaram, o funileiro estava trancado dentro da casa e havia vizinhos do lado de fora, cercando o imóvel. "Havia uma grande aglomeração de populares que queriam linchar a parte [o suspeito]. Ele estavam trancados na residência. Nós o chamamos, ele percebeu que era a polícia e aí ele resolveu se entregar". disse Juliana.
Bebê de 17 dias foi arremessado pelo pai de muro de 2,5 metros em Santa Bárbara d'Oeste (Foto: Guarda Municipal)

A criança caiu próximo a um vergalhão e foi socorrida pelo vizinho que mora no imóvel ao lado. Ele estava próximo a uma janela e viu quando um pano caiu. Em seguida, pessoas começaram a gritar que o bebê tinha sido jogado. "Eu ouvi o pessoal na rua, gritando 'jogou a criança'. Imediatamente liguei uma coisa com a outra", disse o vizinho, Valter Gonçalves.

"Por se tratar de uma criança, fica difícil, não é?. (...) É algo indefeso, no meu caso, que eu vi ela no chão chorando e tomei nos braços, não é fácil", completou.

A criança foi encaminhada para o Pronto-Socorro (PS) Edson Mano e transferido para o Hospital Estadual de Sumaré (HES) noite de domingo. O hospital não informou o estado de saúde até esta publicação.

Delegacia de plantão de Santa Bárbara d'Oeste (Foto: Carlos Velardi/EPTV)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.