RADIO WEB JUAZEIRO : A OPINIÃO DE TAURINO FERNANDES DE SOUZA
segunda-feira, 18 de junho de 2018

A OPINIÃO DE TAURINO FERNANDES DE SOUZA

Resultado de imagem para juazeiro-bahia

JUAZEIRO EM CAPÍTULOS:

1º Capítulo: Há muito tempo venho acompanhando pela mídia a destruição e a entrega do nosso patrimônio municipal, digo nosso porque nasci nesta terra abençoada por Deus e Nossa Senhora das Grotas. É de conhecimento de todos os filhos desta Juazeiro que todo o limite territorial pertence a Nossa Senhora das Grotas. Há mais ou menos 40 (quarenta anos) em uma certa administração municipal o gestor trocou uma área destinada a uma praça no Bairro D. Thomas, por uma lagoa onde hoje está construído o prédio da CIRETRAN. O exército brasileiro era para ser instalado aqui em nosso município e por falta de doação de um terreno pelo Poder Executivo o exército foi se instalar em Petrolina. A Codevasf em nosso território é um simples escritório que não tem nenhum poder de decisão, quando se precisa implantar um projeto de irrigação os pesquisadores vão até o Salitre retiram a amostra do solo fértil e mandam para o laboratório dizendo que é solo de Petrolina para que lá eles possam implantar o projeto de irrigação e nós ficarmos a ver navios. Juazeiro era para ter o seu aeroporto, no entanto foi implantado em Petrolina porque aqui onde pousavam os pequenos aviões como exemplo avião do ex-empresário EUCLIDES PALITÓ já falecido, mais uma vez foi implantado em Petrolina porque os gestores da época não tinham interesse pelo município, gastavam seu tempo em cassinos em jogatinas de baralhos.

O INSS também está em questão se vai para Petrolina e fica aqui somente um posto de atendimento, assim como também a agência do Banco do Brasil. A companhia de Navegação do São Francisco acabou e o porto só não foi para Petrolina porque a cota do nível do rio não dá para trafegar grandes Barcas por causa da profundidade. E assim continuam as entregas e a destruição do patrimônio desta terra que está sendo arrebatado de maneira grotesca sem nenhuma autorização da população. 

2º Capítulo: Vocês sabiam que a área onde era o antigo vaporzinho não pertence mais ao município? Vocês sabem que a área do mercado do Produtor está sendo negociada em troca de uma área próxima ao Posto de Gasolina Juazeiro perto do posto fiscal? Você sabia que Petrolina já está recebendo novos viadutos? E a conclusão da ampliação da Ponte tinha o orçamento para também fazer o acesso até Juazeiro e estamos sem nada novamente?

3º Capítulo: Fui a prefeitura nos prédios do Correio pagar o IPTU, peguei uma senha e fiquei aguardando ser atendido, necessitei de ir no banheiro e encontrei um jovem que ia saindo do banheiro com uma chave na mão e me disse que o banheiro era de uso somente para funcionários. Como fica a comunidade que precisa ir naquele local resolver suas pendencias? E a Travessia Urbana de Juazeiro que nenhum destes politiqueiros traz uma solução concreta. Os estacionamentos públicos não podem mais ser usados, recentemente um policial foi até a lagoa de Calú para participar das festividades juninas e foi impedido de estacionar, teria de pagar R$10,00 (dez reais). E a zona-azul que explora o espaço público e todo o recurso arrecadado vai para onde? Não sei nem se pagam o imposto (ISS), para usar estes espaços.

4º Capítulo: Juazeiro está entregue a forasteiros que só querem enriquecer a todo custo, cobrando utilização do patrimônio público, criando dificuldades para tudo e sem nenhum compromisso com o município.

5º Capítulo: Para encerrar por enquanto: É necessário que a comunidade cobre a câmara municipal toda a responsabilidade dos atos cometidos por um desgoverno, é para isso que eles estão lá.


Taurino Fernandes de Souza – Engenheiro Civil.


Matéria gentilmente enviada ao nosso blog por Carlos Alberto (Cacá)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.