RADIO WEB JUAZEIRO : CRIME AMBIENTAL
quarta-feira, 6 de junho de 2018

CRIME AMBIENTAL

Heber cobra apuração de denúncia de crime ambiental 



No dia em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, o deputado estadual Heber Santana (PSC), cobra da Secretaria Estadual do Meio e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), a apuração de denúncias feitas por moradores do distrito de Jambeiro, no município de Santo Amaro da Purificação. De acordo com membros da comunidade, que temem represálias, carretas com placas de Candeias-BA estão descartando diariamente grande quantidade de um liquido com forte odor nas estradas da região e também em uma fazenda, cujo proprietário é conhecido como Léo. 

“O lençol freático e rios da região pode ser contaminados, e pessoas já apresentam problemas de saúde”, preocupa-se o deputado, afirmando que “o Ministério Público Estadual deve também adotar providências”. Segundo a denúncia, depois que o descarte começou a ser feito, moradores do distrito de Jambeiro já apresentam problemas de saúde, como dores de cabeça constantes, sangramento nasal e tonturas. Alguns animais também começaram a apresentar feridas na pele, que teriam sido provocadas por conta do contato com a água contaminada, já que os responsáveis pelo descarte construíram valas que dão acesso a um rio. 

O site Candeiasmix (www.candeiasmix.com.br/cidades/santo-amaro/7836/moradores-santo-amaro-denunciam-crime-ambiental.html), publicou a denúncia, e recebeu a resposta de se trataria de fertilizantes. “Mas ninguém joga fertilizantes fora”, contestam os denunciantes. Com medo de se identificar, moradores informaram que a Polícia Ambiental esteve no local no início do ano, após as primeiras denúncias, mas os atos voltaram a serem praticados e com maior intensidade. Revoltados, pequenos produtores da região pedem ação dos órgãos públicos, e afirmam que com o solo contaminado não poderemos plantar, criar animais e nem sobreviver. É dessa terra que vivemos”. 

Assessoria de Imprensa 
Josalto Alves – DRT-BA 931 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.