RADIO WEB JUAZEIRO : A OPINIÃO DE DR. OSVALDO GOMES
sábado, 25 de agosto de 2018

A OPINIÃO DE DR. OSVALDO GOMES

Falta de credibilidade grande mídia e instintos de pesquisas 

você acredita? 

Existem situações que me parecem aberrações, devido serem esdrúxulas que, creio somente ocorrem no Brasil. 

Quando General Charles de Gaulle ex-presidente da França, afirmou que o Brasil não era um país sério, sendo fato ou folclore, tenho que admitir que esta afirmativa tem alguns fundamentos. 

Em momentos de reflexões, imagino ser irreal presenciar a chamada grande imprensa, ser seguida por quase toda mídia, com fatos que em países civilizados, já deveria ter caído no esquecimento. 

A inclusão do nome do presidiário ex-presidente Lula, nas pesquisas para eleição do próximo dia 7 de outubro do presente ano, é uma tentativa de promover alguém que não encontra-se habilitado para a disputa, por ser condenado à prisão por mais de 12 anos por órgão colegiado de segunda instância 

O poder legislativo encontra-se sem credibilidade há bastante tempo. 

O poder executivo totalmente envolvido em atos de corrupção, com raríssimas exceções 

O Poder Judiciário que era o melhor avaliado pela sociedade brasileira, vem a alguns anos claudicando por vários dos seus integrantes, e sendo desmoralizado frequentemente pelo presidiário e ex-presidente da república, o qual disse alguns anos que o Supremo Tribunal Federal estava acovardado e após condenação tem apresentado inúmeros recursos embargos protelatórios, em jargão jurídico. 

Apesar dos privilégios que provavelmente não teria em países de primeiro mundo, que preservam tratamento igualitário, continua a desafiar a mais alta corte do país, para qual o mesmo e a sua subordinada ex-presidente Dilma Rousseff nomearam cerca de dois terços dos seus integrantes. Entre as regalias que obteve, cito: prisão na sede da Polícia Federal em Curitiba, visitas em dias alternativos aos demais presidiários, quantidade exagerada de visitantes, custos vultuosos para abrigá-lo. 

Os institutos de pesquisas eleitorais, vem ano a ano perdendo a credibilidade por serem facciosos e muitos deles bastante parciais. 

Institutos de pesquisa: esqueçam quem não pode ser candidato à presidência da república e avalie os que estão verdadeiramente aptos a concorrerem. Dentre estes, temos aquele que presidirá o país nos próximos quatro anos a partir de 1 de janeiro de 2019 


Juazeiro Bahia 23 de agosto de 2018 às 4:30 


Osvaldo Gomes da Costa 
Membro efetivo do comitê 9840 contra corrupção e pela ética na política do estado da Bahia 
Médico aposentado da Fundação Nacional de saúde 
Oficial da reserva do Exército Brasileiro 
Ex-rotarianos nos municípios de Remanso e Casa Nova-Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.