RADIO WEB JUAZEIRO : E O INSTINTO MATERNO FALOU MAIS ALTO
sexta-feira, 17 de agosto de 2018

E O INSTINTO MATERNO FALOU MAIS ALTO

Enquanto realizava ronda, policial ouve choro de bebê e resolve amamentá-lo

Criança é a caçula de uma família de seis irmãos e foi separada da mãe por uma ordem judicial

(Foto: Reprodução | Facebook)
 VN


Uma policial que realizava ronda de rotina em um hospital infantil de La Plata tomou uma atitude que surpreendeu à todos e acabou viralizando mundialmente. A agente Celeste Ayla ouviu um choro de bebê ininterrupto vindo de uma das salas e resolveu amamentá-lo.

Um colega da policial considerou a atitude de Celeste merecedora de ser compartilhada. Enquanto ela alimentava o pequeno, Marcos registrou o momento e compartilhou no perfil do Facebook na última terça-feira (14), seguido de um texto no qual parabeniza ação da oficial. A publicação viralizou, alcançando a marca de mais de 120 mil curtidas e 90 mil compartilhamentos.

“Eu quero tornar público este grande gesto de amor que você teve hoje com esse bebezinho, que sem conhecê-lo não duvidou e por um momento cumpriu como se você fosse sua mãe. Coisas assim não se vêem todos os dias”, escreveu Marcos.

Com a repercussão do caso, jornais argentinos entrevistaram a policial. Para o La Nación Celeste que contou que desconfiou que o pequeno estivesse com fome, e logo pediu permissão aos funcionários para amamentá-lo, que autorizaram. Em depoimento ao jornal Clarín, ela afirma ter dito aos médicos que foi movida pelo “instinto materno”.

Celeste é membra do Comando de Patrulhas de Berisso e realiza serviço de segurança ao hospital nas horas vagas. O choro do bebê, que estava internado com um quadro de desnutrição, preocupou a policial que tinha sido mãe recentemente.

A criança é a caçula de uma família de seis irmãos e foi separada da mãe por uma ordem do juizado de família da cidade de La Plata, na Província de Buenos Aires.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.