RADIO WEB JUAZEIRO : HOMEM É MORTO PELA POLÍCIA APÓS MATAR MÃE E IRMÃ
quinta-feira, 23 de agosto de 2018

HOMEM É MORTO PELA POLÍCIA APÓS MATAR MÃE E IRMÃ

Motorista de ônibus atacou três mulheres com faca em uma rua da cidade da região parisiense. Embora o Estado Islâmico tenha assumido a autoria da ação, as autoridades não tratam o caso como terrorismo.

Por G1
Policiais passam pelo cordão de isolamento após homem esfaquear três pessoas em Trappes, na França, nesta quinta-feira (23) (Foto: Michel Euler/AP)

Um homem armado com uma faca matou a sua mãe e a sua irmã e deixou uma mulher ferida na manhã desta quinta-feira (23), na cidade de Trappes, na região de Paris, na França. Após o crime, o agressor se escondeu em um imóvel, onde foi morto pela polícia.

O agressor, um motorista de ônibus nascido em 1982, atacou três mulheres na rua Camille Claudel, por volta de 10h (5h no horário de Brasília), de acordo com o jornal "Le Monde". Logo depois, o suspeito se escondeu em uma uma casa. O grupo de elite das forças de segurança francesas foi mobilizado e reagiu atirando. Ele ficou gravemente ferido e não resistiu aos ferimentos.

Embora o Estado Islâmico tenha assumido a autoria da ação, as autoridades não trataram o caso imediatamente como terrorismo. A polícia vai analisar o celular e fará buscas no apartamento do agressor, que já tinha sido identificado pelas autoridades francesas como simpatizante de ideias extremistas.

O agresso teria gritado "Alá é grande" antes de atacar as vítimas, mas as investigações ainda não descartam que tenha se tratado de uma disputa familiar.

O Estado Islâmico reivindicou a autoria da ação através da agência Amaq, mas não apresentou provas do vínculo do agressor com os extremistas.
Polícia bloqueia rua após ataque com faca em Trappes, na França, nesta quinta-feira (23) (Foto: REUTERS/Philippe Wojazer)


Uma fonte do Ministério do Interior disse à agência Reuters que a mãe e a irmã do agressor foram mortas. Os jornais "Le Parisien" e "Libération", citando a France Presse, também afirmam que as vítimas eram as duas familiares do suspeito. Autoridades sob condição de anonimato também confirmaram a informação à agência Associated Press.

A cidade de Trappes fica a apenas poucos minutos de carro de Versailles, onde fica o popular palácio muito procurado por turistas que vão a Paris. É conhecida por suas tensões sociais, ligadas à pobreza, atuação de gangues e grupos de radicais muçulmanos.

Estima-se que só de Trappes tenham saído 50 radicais para se unir ao "Estado Islâmico" na Síria e no Iraque, de acordo com a Deutsche Welle.

Em uma mensagem no Twitter, a polícia local informou que a operação na rua Camille Claudel foi encerrada, mas pede que as pessoas evitem a região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.