RADIO WEB JUAZEIRO : MANSÃO DE CLODOVIL É ARREMATADA NO 3º LEILÃO PELA METADE DO VALOR
sexta-feira, 17 de agosto de 2018

MANSÃO DE CLODOVIL É ARREMATADA NO 3º LEILÃO PELA METADE DO VALOR

Mansão de Clodovil em Ubatuba é arrematada por R$ 750 mil em leilão

Casa, que já foi avaliada em R$ 1,6 milhão, foi vendida em terceira tentativa de leilão. Arrematador deve efetuar depósito judicial para efetivar compra.

Por G1 Vale do Paraíba e Região
Casa que pertenceu a Clodovil foi vendida em leilão (Foto: Carlos Santos/G1)

A mansão que pertenceu ao estilista Clodovil Hernandes em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, foi arrematada por R$ 750 mil em um leilão virtual que terminou nesta quinta-feira (16). Foi a terceira tentativa de venda do imóvel, que tem vista para o mar, cerca de 20 cômodos e já chegou a ser avaliado em R$ 1,6 milhão quando estava em boas condições.

A casa que pertenceu a Clodovil Hernandes foi arrematada por um morador de Campinas - a identidade não foi revelada. O arrematador ainda deve efetuar o depósito judicial para efetivar a compra. A página do leilão recebeu mais de 4,5 mil visitas, sendo que apenas dois usuários se habilitaram para dar lances.

Segundo a representante legal do estilista, Maria Hebe Pereira de Queiroz, o estilista que morreu há nove anos deixou dívidas e o dinheiro levantado com a venda do imóvel deve pagar parte destes débitos. A justiça deve decidir o destino do dinheiro.

Construída em uma área de preservação ambiental, a mansão, com vista para o mar e mais de 20 cômodos, foi à a leilão em novembro de 2017 e fevereiro de 2018. No primeiro leilão online, o lance inicial era de R$ 1,2 milhão, reduzido para R$ 900 mil na segunda oferta dentro do mesmo leilão.

Nas duas ocasiões, ninguém ofereceu lances. Dessa vez, o imóvel foi arrematado pelo valor mínimo estipulado para o leilão, reduzido para R$ 750 mil.
Parte da mansão de Clodovil Hernandes é demolida em Ubatuba 
(Foto: Daniel Corrá/ G1)

Mansão

A casa está construída às margens da BR-101 em Ubatuba em uma área de terreno de três mil metros quadrados entre as praias do Leo e do Meio, em um local conhecido como Sertãozinho.

São cerca de 20 cômodos com características que remetem ao estilo excêntrico do estilista. Além da vegetação nativa da região, o imóvel também é cercado por plantas escolhidas por Clodovil.

Logo na entrada da parte principal da casa, há uma varanda coberta de areia refinada. O imóvel também tem uma suíte grande com sacada e vista para o mar. O cômodo tem um pequeno banheiro com um toque inusitado: uma saída secreta para uma espécie de sótão do lado de fora da casa e que leva à mata.

Antes de chegar ao aposento que era do estilista, ainda há um closet do tamanho de um quarto e repleto de armários. Do lado de fora, há uma piscina, que quase nunca era usada por Clodovil, e uma capela.

Parte da construção foi demolida por determinação da Justiça, com base em uma ação do Ministério Público, por estar em uma área de proteção ambiental. Segundo Maria Hebe, se quiser construir no local, o novo proprietário terá que pedir autorização à prefeitura.

Mansão de Clodovil vai à venda no litoral 6 anos após morte do estilista
 (Foto: Carlos Santos/ G1)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.