RADIO WEB JUAZEIRO : OXIGÊNIO FALSIFICADO

.

.

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

OXIGÊNIO FALSIFICADO

Filho de empresário é preso suspeito de adulterar oxigênio hospitalar


A Unidade Municipal Materno Infantil em Teixeira de Freitas foi uma das vítimas da falsificação

Diogo Lemos Dias dos Santos foi preso em flagrante nesta terça-feira, 28, na cidade de Teixeira de Freitas (distante a 827 km de Salvador), suspeito de vender cilindros de oxigênio industrial como medicinal a diversas unidades de saúde por meio da empresa de seu pai, a Assis & Rodrigues Ltda-ME.

Ele foi detido na sede da instituição durante operação realizada pelo Ministério Público estadual (MP-BA) e pela Polícia Civil. Na ação, foram apreendidos cilindros de oxigênio adulterados.

Em depoimento, Diogo Lemos se declarou responsável apenas pelos serviços contábeis e pela emissão de notas fiscais da empresa. Ele afirmou ainda que o seu pai, Izaias Rodrigues da Silva, estaria em viagem fora do País.

Segundo informaçõe do MP-BA, o gás adulterado era fornecido em centros de saúde nos municípios de Teixeira de Freitas, Alcobaça, Caravelas, Ibirapuã e Vereda.

De acordo com as investigações, unidades como o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas e a Unidade Municipal Materno Infantil, teriam sido vítimas da falsificação.

Para realizar a fraude, a empresa teria comercializado cilindros com lacres distintos dos selos identificadores e pintado de verde cilindros originalmente pretos, contrariando as normas do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) que estabelecem que o oxigênio medicinal deve ser acondicionado em cilindro verde, enquanto o oxigênio industrial em cilindro preto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.