RADIO WEB JUAZEIRO : A OPINIÃO DE DR. JAMES CADIDÉ
quinta-feira, 20 de setembro de 2018

A OPINIÃO DE DR. JAMES CADIDÉ

Resultado de imagem para várias pessoas de mãos dadas pelo brasil

Prezados amigos do face e do zap


Estou no grupo de brasileiros que está vivendo um grande dilema e crise de identidade, porque não sabe mais identificar os valores aprendidos em casa, na escola, no trabalho e ao longo da vida. Aprendemos que precisamos ser corretos, éticos, honestos, autênticos, respeitar as pessoas e suas opiniões, ter nossas opiniões próprias, sem medo de expressá-las. Aprendemos que a justiça é correta e, quando ela atua, ela define se somos ladrões, se somos criminosos, se infringimos a lei: “decisão de juiz é para ser cumprida ou contestada, mas nunca desrespeitada.” Aprendemos que vivemos num país democrático e democracia exige respeito as opiniões dos outros. Sempre que as pessoas de um país deixam de respeitar as opiniões das outras pessoas, elas entram em conflito e na briga entre elas, surge uma ditadura de direita ou de esquerda, MAS UMA DITADURA. 

Nas redes sociais, as pessoas que irão votar em Bolsonaro são DESQUALIFICADAS, HUMILHADAS, AGREDIDAS. Falam dele como um coiso, um desqualificado, um destemperado, que não tem competência para ser presidente do Brasil. Vemos a desumanidade no desrespeito a um ser ferido de forma quase mortal, em recuperação. As pessoas que não vão votar em Bolsonaro distorcem fatos, descontroem frases, modificam contextos, desrespeitam opiniões, se acham donas da verdade. Que verdade? 

De outro lado são esquecidos e se tenta apagar as evidências da roubalheira que foi feita no Brasil nos últimos anos, tanto por governos do PT, quanto por governos do PSDB, envolvendo PP, MDB e outros partidos.

Todos dizem FORA TEMER, mas ninguém coloca em evidencia que foram o PT, o MDB e o PSDB que deram a Temer evidência e contexto para se tornar presidente do Brasil.

Mostram-se pesquisas eleitorais, mas os blogueiros de plantão e a imprensa tentam iludir, cada um ao seu modo, fazendo interpretações mirabolantes de interesse partidário, para perspectivas conflitantes e desacreditadas por quem tem um mínimo de lucidez.

Já elegemos um metalúrgico, já elegemos um poste, já elegemos um Temer: que qualificação tinham para ser presidente? 

Nenhum dos candidatos na disputa atual tem curso de graduação em presidência da república, nem experiencia em presidência da república, nem pós-graduação em presidência da república. Sempre vamos arriscar nossas escolhas. O voto é pra isto: não correspondeu às expectativas, mudamos na próxima eleição – isto é democracia. 

Um candidato a presidência da república não precisa apesar ser honesto ou prometer que será honesto. Ele precisa todo o dia provar que é honesto. Precisa estar cercado de pessoas honestas. Precisa fazer alianças com pessoas honestas. A seriedade de um governo começa por aí. 

Está na hora de começarmos a nos respeitar. 

Se queremos um país democrático, precisamos nos dar as mãos para entender que a construção do nosso país será feita pela união de todos nós, sem DITADURA de esquerda ou de direita. Não vamos brigar. Vamos entender e respeitar o direito de escolha de cada um, sem agredir ninguém, nem desestruturar nossa família, nem nossas amizades, nem nossos companheiros de trabalho.

Isto é democracia: eu respeito sua opinião e você respeita a minha opinião. Assim eu voto no meu candidato e você vota no seu. Se o seu ganhar, vou estar do seu lado. Se o meu ganhar, você vai estar do meu lado. Assim construiremos o Brasil que queremos: democrático, livre e próspero.


Dr. James Cadidé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.