RADIO WEB JUAZEIRO : CASO BEATRIZ MOTA - DEPUTADO PEDE MAIS TRANSPARÊNCIA NAS INVESTIGAÇÕES
sábado, 27 de outubro de 2018

CASO BEATRIZ MOTA - DEPUTADO PEDE MAIS TRANSPARÊNCIA NAS INVESTIGAÇÕES

Deputado Estadual, Edilson Silva pede mais transparência na investigação do Caso Beatriz

 “A falta de acesso da família às investigações é, legalmente, uma situação irregular, segundo advogados que consultei”, disse o deputado. Assassinato ocorreu numa escola em Petrolina, em dezembro de 2015.
 Foto: Sabrina Nóbrega

A Polícia Civil deveria dar mais transparência às investigações do assassinato da menina Beatriz. A cobrança foi feita na Reunião Plenária desta quinta (25) pelo deputado Edilson Silva (PSOL). Segundo o parlamentar, os advogados da família não estão tendo acesso a nenhuma informação relativa ao inquérito da Polícia Civil sobre o crime. Beatriz Angélica da Mota, 7 anos, foi morta no dia 10 de dezembro de 2015, durante a festa de formatura de um tradicional colégio particular de Petrolina (Sertão do São Francisco).

“Eu recebi um pedido da mãe da vítima, Lucinha Mota, para que a Polícia Civil aja com mais transparência no inquérito policial. A falta de acesso da família às investigações é, legalmente, uma situação irregular, segundo advogados que consultei”, afirmou o deputado. “Um grande sigilo para um caso como esse é absurdo e uma crueldade enorme. Beatriz não para de morrer para a família dela”, considerou Silva.

O parlamentar relembrou que o caso já foi tema de uma reunião da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia. “Acredito que a Alepe ainda pode contribuir com esse episódio, até porque, na próxima legislatura (2019-2022), teremos a delegada Gleide Ângelo, que já esteve à frente das investigações, como deputada desta Casa”, registrou Edilson Silva.


Assembléia Legislativa de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.