RADIO WEB JUAZEIRO : ELEITOR DE BOLSONARO É AMEAÇADO
quarta-feira, 10 de outubro de 2018

ELEITOR DE BOLSONARO É AMEAÇADO

Estudante da Ufba e eleitor de Bolsonaro se sente ameaçado e aciona a polícia; caso acaba em delegacia

Por: Reprodução Por: Redação BNews

Discussões políticas motivaram a condução de dois estudantes da Universidade Federal da Bahia (Ufba) à 7ª Delegacia, localizada no bairro do Rio Vermelho, em Salvador. O caso ocorreu no campus São Lázaro, no bairro da Federação.

Procurada pelo BNews, a assessoria da Polícia Militar (PM) informou que a 41ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) atendeu um chamado de um estudante que relatou estar sofrendo ameaças após uma discussão com outro aluno. 

Uma professora da instituição, que presenciou o fato, detalhou o ocorrido para a reportagem do BNews. “Um deles, Michel, que não é filiado a partido nenhum, estava convocando os colegas para um debate sobre eleições, sem falar de preferências por candidatos. Esse outro rapaz, de prenome Hiago, membro do MBL, não gostou e chamou policiais militares, que conduziram os dois”. A professora acrescentou ainda que os policiais agiram educadamente.

Nas redes sociais, uma aluna também comentou sobre a situação: “acabou de acontecer intervenção militar em São Lázaro, após um bolsominion se sentir ameaçado por um estudante que convocava os estudantes de sala em sala para discussão no Pátio do Raul”.

Outra testemunha disse: “Acabou de haver intervenção militar na Ufba. No campus de Filosofia e Ciências Humanas, um garoto que estava convocando de sala em sala para reunião no pátio do campus sofreu represália e foi preso por PMs que foram acionados por um garoto a favor do Bolsonaro que disse se sentir ameaçado”.

Em nota, a Secretaria da Segurança Publica informou que policiais da 41ª CIPM (Federação), durante rondas na Estrada de São Lázaro, foram acionados por um estudante da Ufba que se sentiu ameaçado por um colega após discussão por preferência política. "Os militares, juntamente com a diretoria da unidade de ensino, tentaram resolver o caso, no local, mas os alunos preferiram ir até a 7 Delegacia Territorial (Rio Vermelho). Na unidade da Polícia Civil eles foram ouvidos, liberados e uma nova data foi marcada para dar prosseguimento ao caso. Vale ressaltar que a diretoria da Ufba elogiou a postura dos PMs, na tentativa de resolução e mediação do conflito", diz a nota da SSP.

Eles foram ouvidos e liberados.

A reportagem tentou contato com a assessoria da Ufba e da Polícia Federal, mas não teve nenhum retorno até o momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.