RADIO WEB JUAZEIRO : GOVERNADOR DO RIO VAI ACABAR COM A VISTORIA EM VEÍCULOS
terça-feira, 30 de outubro de 2018

GOVERNADOR DO RIO VAI ACABAR COM A VISTORIA EM VEÍCULOS

Witzel diz que acabará com a vistoria do Detran e defende pedágio no Arco Metropolitano

Em entrevista, governador eleito defende também nova concessão para o Maracanã
O Globo
Governador eleito do Rio, Wilson Witzel (PSC) 
Foto: Custódio Coimbra (26/10/2018) / Agência O Globo

 O governador eleito Wilson Witzel garantiu que acabará com as vistorias de veículo realizadas pelo Detran. O objetivo é destinar o valor gasto com a estrutura de cerca de R$ 200 milhões ao ano, segundo o próprio, para a área da segurança pública. Em entrevista à Record na tarde desta terça-feira, Witzel também comentou sobre o Arco Metropolitano. A ideia é, em parceria com a União, realizar uma concessão de longo prazo para a conclusão das obras. Witzel defendeu, inclusive, que a via passe a ter pedágio.

Veja os principais trechos da entrevista:

Vistoria do Detran

"É um compromisso realmente a extinção das vistorias porque nós acreditamos que a vistoria é um retrato de uma realidade muito transitória. Precisa ter adequação no trânsito para que as pessoas possam fazer manutenção dos seus veículos, ter a conscientização de que seu veículo é uma máquina poluente. Se não cuidar para que ela não estrague o ambiente, você vai estar se estragando. É preciso ter mais educação no trânsito, mas o custo disso é bem menor que ter uma estrutura que custa mais de R$ 200 milhões e atrapalha a vida das pessoas. Ainda tem reclamação de corrupção envolvendo isso aí. O fim da vistoria é um compromisso. Vamos redirecionar esse dinheiro para a segurança pública."
Maracanã

"O projeto do Maracanã era derrubar o Célio de Barros e a Aldeia Maracanã, que eu não sei exatamente qual é o valor histórico daquilo. Uma ação judicial que participei não me apresentaram o valor histórico, não me apresentaram documento. Houve uma repercussão para não destruir o Célio de Barros. Isso inviabilizou a concessão. Teria que fazer uma outra concessão. O estádio Célio de Barros é histórico, mas está ultrapassado. Poderíamos criar esse estádio em outro local, como vamos lançar uma proposta para recriar o autódromo no Rio que movimenta muito investimento. Hoje o governador Pezão me disse que já há alguma coisa encaminhada. E a questão do Maracanã pretendemos ver a situação jurídica. Foi anulada a concessão por fraude, pelo menos em primeira instância. Se for o caso, vamos pegar de volta e fazer novamente uma concessão. E mostrar a poluição que o Célio de Barros pode ser reconstruído em outro local."

Arco Metropolitano

"Estou aguardando ansiosamente um encontro com nosso presidente Jair Bolsonaro. O Arco Metropolitano foi devolvido à União. Minha ideia era fazer uma parceria com a União e já fazermos uma concessão para terminar o Arco Metropolitano. Acho que tem que ser pedagiado. É melhor pagar um pedágio num modelo em que a concessão seja num prazo longo do que ter aquilo totalmente paralisado. Uma via importante de escoamento da produção hoje sendo depredada, postes sendo furtados. O entorno não está sendo ocupado, tem boas áreas para serem ocupadas. Essa é uma preocupação muito grande, um assunto que quero levar ao presidente para que a gente consiga fazer já o projeto de urbanismo, ocupação industrial, residencial. Pode ser de vilas militares ali naquela região, para ter habitação para nossos policiais miloitares, civis etc. Uma carência muito grande de moradia para a população em geral. Ali também pode ser para baixa renda."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.