RADIO WEB JUAZEIRO : MULHER DE EDUARDO CUNHA É XINGADA ENQUANTO PASSEAVA NO FAROL DA BARRA EM SALVADOR
quarta-feira, 17 de outubro de 2018

MULHER DE EDUARDO CUNHA É XINGADA ENQUANTO PASSEAVA NO FAROL DA BARRA EM SALVADOR

Mulher agride esposa de Eduardo Cunha durante passeio em Salvador

Cláudia Cruz informou que tirava fotos do Farol, ao lado da mãe, quando foi xingada

Uma mulher em Salvador ofendeu verbalmente a jornalista Cláudia Cruz, esposa do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ), preso em outubro de 2016 na Operação Lava Jato.

A agressão ocorreu na tarde desta segunda-feira, 15, no Farol da Barra, mas só foi divulgada nesta terça, 16, pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

A agressora, que não teve a identidade revelada, foi conduzida pela Polícia Militar (PM) à 14ª Delegacia Territorial (DT/Barra) e autuada por injúria.

Em depoimento, Cláudia Cruz informou que tirava fotos do Farol, ao lado da mãe, quando foi xingada. Ela acionou os militares, que, diante da situação, encaminharam o caso para delegacia.

Na 14ª DT, a acusada foi autuada e liberada, como determina o Código Penal, segundo a SSP.

Condenação

A jornalista foi condenada por dois dos três desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), dentro da Lava Jato, a 2 anos e 6 meses de prisão por evasão de divisas. Na primeira instância da Justiça, ela foi absolvida pelo juiz Sergio Moro.

A mulher do ex-parlamentar foi acusada pelo Ministério Público Federal de ter recebido parte da propina paga ao ex-presidente da Câmara por contratos firmados pela Petrobras. O dinheiro teria sido depositado em uma conta secreta de Claudia Cruz na Suíça.

Ela aguarda o cumprimento da pena em liberdade devido a dois recursos (embargos infringentes e de declaração) que tem direito, uma vez que a condenação não foi por unanimidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.