RADIO WEB JUAZEIRO : A OPINIÃO DO PROFESSOR EDI SANTANA
quinta-feira, 1 de novembro de 2018

A OPINIÃO DO PROFESSOR EDI SANTANA

CULPA DO RIO

Ah! essa verte poética é culpa dele, do Rio São Francisco, não consigo me desligar, cortar o cordão umbilical que nos une.

A mãe d`água, nego d`agua, a serpente da ilha, a mulher com a rapadura na cabeça, a carranca... tudo isso povoa meu imaginário desde criança.

Sou o produto desse generoso rio, não tenho como negar, são imagens de pontes, trem, enchentes, cais, pescadores, lavadeiras, nadadores, barcos, caiaques, caris, piais, surubins, tudo, tudo tem o rio como referencial.

Irrigação jorrando água, frutos e vida. É ele generosamente nos presenteando.

Essa verte poética é culpa do rio, do Rio São Francisco. É uma relação mágica, forte, às vezes acho doentio de ficar admirando-o, paquerando-o, namorando-o.

Essa inquietude de te ver tão fragilizado e doente me causa náuseas. É como estivessem sugando também o meu sangue e estão, pois nunca consegui cortar o cordão umbilical que nos une.

Essa revolta de te ver sendo poluído a céu aberto, de ver seus lençóis freáticos sendo contaminado por veneno e agrotóxico das irrigações, ver tanta sujeira e detritos sendo depositados no seu leito, suas margens desfloradas, tudo isso também me mata.

Essa dor em ti aflora em mim. sim! essa dor de te ver seco, poluído, depredado, desrespeitado, degradado, mirado, sem vida, sem graça, distante das margens que sempre te vi.



Edi Santana Barbosa

2 comentários:

  1. Não é de agora que esse grande cidadão Poeta alerta sobre a degradação do Rio São Francisco, principalmente em nossa Região São Franciscana.
    Já li vários textos dele no blog de Geraldo José sobre esse tema tão preocupante, pois atingi à todos nós que moramos aqui na região.
    Sou fã desse que para mim se revela com um dos Poetas mais importante da Região, sua Poesia além de bela é crítica e alerta pra os perigos que corremos com o descaso do poder público com os nossos mananciais.
    Edi Santana Barbosa um escritor, Poeta, cidadão de primeira grandeza.


    ResponderExcluir
  2. Ele reconhece generosamente sua gratidão ao Rio São Francisco pela sua existência com ser humano, que na verdade é a existência de todos nós ribeirinhos que somos dependentes desse rio, mas ao mesmo tente faz uma crítica dura quantos ao descaso e desrespeito com a nossa fonte de vida.
    Edi Santana Barbosa nunca deixe de compor e escrever, pois você é portal voz de muita gente que tem afinidade de pensamento com você.
    Sou seu fã a muito tempo e aguardo seu livro ansioso.

    Preofessor Carlos Marcos

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário.