RADIO WEB JUAZEIRO : REDE GLOBO RECORRE DE DECISÃO JUDICIAL
segunda-feira, 19 de novembro de 2018

REDE GLOBO RECORRE DE DECISÃO JUDICIAL

Justiça proíbe TV Globo de divulgar conteúdo de inquérito de Marielle

Poder360 
© Renan Olaz -   Marielle Franco e seu motorista foram assassinados em 14 de março, no Rio de Janeiro

A TV Globo foi proibida de divulgar qualquer conteúdo do inquérito policial que investiga os assassinatos da vereadora Marielle Franco (Psol) e do motorista Anderson Gomes.

A emissora foi notificada neste sábado (17.nov.2018) da decisão do juiz Gustavo Gomes Kalil, da 4ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, que deferiu 1 pedido da Divisão de Homicídios da Polícia Civil e do Ministério Público do Estado.

Segundo a emissora, o juiz disse que “o vazamento do conteúdo dos autos é deveras prejudicial, pois expõe dados pessoais das testemunhas, assim como prejudica o bom andamento das investigações, obstaculizando e retardando a elucidação dos crimes hediondos em análise”.

A TV Globo teve acesso ao inquérito no dia 14 de novembro e divulgou duas reportagens sobre o tema. O juiz proíbe, agora, a emissora de divulgar, por exemplo, termos de declarações, técnicas e procedimentos sigilosos usados na investigação, e conteúdos de gravações de áudios de pessoas investigadas ou não.

A emissora afirmou que recorrerá da decisão.

A morte de Marielle Franco

Marielle Franco foi morta a tiros no bairro do Estácio, região central da capital carioca, na noite de 14 de março.

A vereadora voltava de 1 evento chamado “Jovens negras movendo as estruturas”, na Lapa.

A política do Psol e o motorista Anderson Gomes foram executados, dentro de 1 carro, por pessoas ainda não identificadas em 1 carro de modelo Cobalt, clonado. Havia 3 pessoas dentro do automóvel, de acordo com as investigações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.