RADIO WEB JUAZEIRO : A OPINIÃO DE LAURENÇO AGUIAR
quinta-feira, 14 de março de 2019

A OPINIÃO DE LAURENÇO AGUIAR

O Poder Político, e a Violência no Brasil!

O poder político, quando envolve a institucionalidade, acumula uma concentração de força, sem tamanho. A ocupação de cargo, a ligação indireta por ocupação de espaço ou amizade, influencia direta e indiretamente, a condutas humanas, e o resultado produzido depende do perfil de caráter de quem tem poder, pode se saber a onde se pode ir.

Direito à luta pela formação de uma conjuntura favorável é salutar a todas as pessoas que pode e sabe fazê-la. Logicamente a vida é composta, também, dos opostos, por mais que se fale em igualdade. As diferenças, não só permitem comparação, separação, mas, ilustra valores e qualidades: o silêncio para o som; a luz com a escuridão, a dor e o prazer, representam velhas e legítimas reflexões.

Nada bom e ruim é pra todo mundo, e por isso o conflito de interesse existe. Às pessoas com natureza violenta têm inteligência pra saber quando a realidade do momento favorece a sua ação: aparentemente, criaturas com natureza voltada para a criminalidade saíram do armário, a partir de janeiro de 2019, e com isso aumentou, visivelmente, os crimes, principalmente o de feminicídio (contra a mulher). Nada pessoal contra ninguém, porém, já se pôde observar como aqui em Sento-Sé, por exemplo, houve momentos em que as naturezas humanas violentas se sentiram empoderadas e agem com mais frequência, coincidindo com determinada linha ideológica.

Não dá pra se negar as afirmações pessoais, os gestos, as afirmações de estímulo à violência vindas de figuras públicas com poder de influenciara à sociedade. Desde a campanha eleitoral da Eleição de 2018 que vem sendo presenciado esse tipo de conduta contra a paz. Lamentavelmente, o Governo Federal quando tem falado em combater a criminalidade, defende abertamente a pratica da violência. A condição de harmonia e paz social se dá num processo de construção mantido pelas mulheres e os homens que querem e aposta nisso. Do jeito que vai, não se sabe onde poderemos parar!


Sento-Sé, 13 de março de 2019.
Laurenço Aguiar 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário.